Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/10/2014 09:00

Energisa planeja construir subestação de energia para irrigação de lavouras

Caroline Maldonado, Campo Grande News

A Rede Energisa planeja a construção de uma subestação de energia elétrica para atender a 4.035 hectares da área rural de Chapadão do Sul, 321 quilômetros de Campo Grande. Para apresentar os custos do projeto, representantes se reuniram com produtores rurais e o secretário adjunto da Seprotur (Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo ), Pedro Pedrossian Neto.

A Seprotur não divulgou o orçamento apresentado pela Energisa, mas informou que se aprovado, o valor será custeado em parte pela Energisa e em parte pelos produtores, por meio do FCO (Fundo Constitucional Centro Oeste).

O secretário adjunto disse que o município já tem esgotamento de novas áreas para agricultura, por isso a secretaria apoia o plano que viabiliza a irrigação de lavouras. “Esta é a continuidade de um trabalho feito em julho deste ano no qual nós iniciamos a mediação de um acordo entre os agricultores do município e a distribuidora de energia local”, afirmou Pedrossian Neto.

De acordo com a Seprotur, o Estado tem 35,7 milhões de hectares, sendo 20 milhões utilizados em pastagens e 3 milhões em agricultura. “Do total destinado a lavouras, menos de 1% utiliza pivô central de irrigação, o mais eficiente que existe no momento”, explica o secretário adjunto.

Plano – O projeto é piloto e após implementado em Chapadão, poderá ser ampliado para as regiões de Naviraí, Dourados, Maracaju e Rio Brilhante.

Conforme Pedrossian Neto, a ideia é implementar o projeto em três fases. A primeira é a viabilização da infraestrutura de energia elétrica, por meio da nova subestação. A segunda é a remoção do “gargalo ambiental”, segundo Pedrossian Neto . Será buscada outorga junto ao Imasul (Instituto Ambiental de Mato Grosso do Sul) para uso da água da região e demais adequações ambientais. Por fim, a terceira etapa será o financiamento para a realização do trabalho, com a disponibilização de linhas de crédito para os produtores locais pelo FCO.

“O orçamento apresentado foi muito bem recebido pelos produtores presentes. Eles agora irão deliberar sobre o assunto com os demais irrigantes da região”, afirma o secretário adjunto. A reunião com os produtores ocorreu no dia 13, na sede da Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)