Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

18/10/2004 09:05

Embrapa apresenta inovação em biodiesel

A Embrapa Agropecuária Oeste, empresa vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, estará expondo equipamento para a obtenção de biodiesel no 1o Congresso Internaciona de Bioenergia a se
realizar de 18 a 21 de outubro no Centro de Convenção Arqto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande - MS. O desenvolvimento do protótipo é o resultado de uma parceria entre a Embrapa e a Universidade de Brasília e
encontra-se em fase final de testes.

Apesar de extremamente simples e de custo bastante reduzido, o equipamento representa uma grande inovação para a produção do biodiesela partir de óleos vegetais, sendo uma rota alternativa à já radicional transesterificação. O processamento do óleo vegetal acontece por conversão térmico/catalítica e recebe o nome de craqueamento. Segundo o Dr. Renato Roscoe, Chefe Adjunto de Pesquisa e Desenvolvimento da
Embrapa Agropecuária Oeste, "a grande vantagem do processo é abrir a possibilidade de produção de um combustível, com alta qualidade, na propriedade, sendo um processo mais seguro e menos complexo que a
transesterificação". O pesquisador esclarece que a transesterificação dificilmente seria aplicável em pequena escala, pois envolve etapas complexas, exigindo equipamentos mais sofisticados para a obtenção de um
combustível de alto padrão. "Além disso há a necessidade de utilização de álcool para desencadear o processo e a produção de resíduo de glicerina", complementa.

A produção do biodiesel pode ser obtida a partir de diversos óleos vegetais, destacando-se a soja, girassol, mamona e dendê. Segundo os pesquisadores, o protótipo representa uma ótima alternativa de renda para os agricultores familiares de toda as partes do Brasil, desde o semi-árido nordestino até as reservas extrativistas da Amazônia.

Segundo o Dr. Renato, "o craqueamento não entra como uma tecnologia para competir com a transesterificação, mas sim como uma rota alternativa, com vantagens comparativas em determinadas situações".

A produção de biocombustíveis vem ganhando destaque em função das elevações do preço do petróleo e da necessidade de redução da emissão de gases de efeito estufa. "Sendo fontes de energia renováveis, os óleos
vegetais não intensificam o aquecimento do planeta pelo efeito estufa e não correm o risco de esgotamento", ressalta o Dr. Renato. "Diante de nossas condições naturais e do avanço tecnológico de nossa agricultura,
em um futuro próximo, o Brasil deverá ser o grande 'celeiro' de energia renovável do mundo".

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)