Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

28/04/2006 15:36

Ellen Gracie - Lei sobre STF pode ser mudada

Keite Camacho / ABr

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Ellen Gracie, disse que o Congresso Nacional pode alterar a competência da corte suprema do país. Afirmou ainda que "não há que tratar como interferência" do Legislativo no Judiciário o projeto senador José Jorge (PFL-PE).

Aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal, na última quarta-feira (26), o projeto impede que o supremo conceda liminares com base na decisão de um único ministro, devendo a decisão ser tomada pela maioria dos membros do tribunal. Essa situação se aplicaria à decisão de mandados de segurança contra atos do STF, do presidente da República, das Mesas e das comissões do Congresso Nacional ou de suas Casas.

Caberia apenas a decisão de um único ministro em casos de extrema urgência, risco de lesão grave ou período de recesso, devendo ser depois referendada pelo plenário. O projeto deve ainda passar por aprovação no Plenário do Senado e depois seguir para a Câmara dos Deputados.

Para a ministra Ellen Gracie, trata-se de "um exercício entre os poderes de aperfeiçoamento das relações institucionais". "Vejo com absoluta naturalidade a iniciativa do senador José Jorge. O normal num [órgão] colegiado é que as decisões sejam coletivas. É extremamente saudável que assim seja, porque há possibilidade de apresentação de pontos de vista divergentes".

Ellen Gracie afirmou que não acredita que o projeto traga prejuízo ao ritmo das decisões do tribunal. "Toda vez que se tratar de medida de extrema urgência é caso em que regimentalmente se prevê a possibilidade de atuação individual do relator, mas, sempre que possível, é saudável que venha a conhecimento do plenário", afirmou.

Ela lembrou que o projeto ainda em fase inicial de tramitação no Congresso Nacional e que, após todo o trâmite, poderá ser ainda "reexaminado pelo STF na via de Ação Direta de Inconstitucionalidade".

A ministra deu entrevista coletiva hoje à imprensa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)