Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/04/2010 09:33

Eleições provocam saída de 11 e 10 órgãos ficam vagos

Campo Grande News

As eleições estaduais causaram a exoneração de 11 pessoas, incluindo-se quatro secretários estaduais, e a vacância de 10 órgãos estaduais. O governador André Puccinelli (PMDB) publicou as exonerações no Diário Oficial do Estado, que foi disponibilizado, apesar das repartições públicas não funcionarem hoje.

Os nomes dos novos titulares não foram publicados. Estão vagos os cargos dos secretários estaduais de Obras, de Educação, de Habitação e de Trabalho e Assistência Social. Também foram exonerados os presidentes da Inmetro (Agência Estadual de Metrologia), da Agehab (Agência de Habitação), Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), Funtrab (Fundação do Trabalho), Fundação de Educação e Agesul (Agência de Gestão de Empreendimentos).

Foram exonerados os ocupantes de cargos de direção e assessoramento na Fundação de Saúde (Walmir Silva Santos), da Secretaria Estadual de Governo (ex-prefeito de Nova Andradina, Roberto Hashioka, Roberto Rachid Bacha e Raimundo Nonato de Carvalho) e da diretora de Habilitação e Educação do Trânsito do Detran, Elizabeth Félix da Silva.

Secretários - Saíram os secretários de Obras, Edson Giroto, de Educação, Maria Nilene Badeca da Costa, de Assistência Social, Tânia Mara Garib, e de Habitação, Carlos Eduardo Xavier Marun. Eles acumulavam ainda a presidência da Agesul, Fundação de Educação, Funtrab e Agehab.

As exonerações confirmaram a saída de Barbosa da Sanesul e de Osiro, da Inmetro. A diretora do Detran deverá disputar uma vaga pelo PMDB, mas não definiu qual cargo. Na eleição passada, ela conseguiu 10 mil votos pelo PSC.

Giroto vai disputar uma vaga na Câmara dos Deputados pelo PR. Marun vai tentar a reeleição como deputado estadual. Tânia poderá disputar uma vaga na Câmara dos Deputados ou ser suplente de senador.

Nilene vai disputar uma vaga na Assembléia Legislativa. Técnica, ela resistia a entrar na disputa, mas acabou atendendo aos apelos do governador André Puccinelli (PMDB) para reforçar o PMDB na disputa das 24 vagas da Assembléia Legislativa.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)