Cassilândia, Terça-feira, 22 de Setembro de 2020

Últimas Notícias

23/07/2003 15:28

Dinheiro liberado pela União vai quitar empréstimo

João Prestes

Campo Grande (MS) – O secretário de Estado da Coordenação-Geral de Governo, Paulo Duarte, confirmou em entrevista coletiva nesta manhã a liberação, hoje, por parte da União, de R$ 45 milhões relativos à primeira parcela da estadualização de 680 quilômetros de rodovias federais. O dinheiro já está depositado no Banco do Brasil, em Brasília, e será transferido para a conta do governo de Mato Grosso do Sul até o fim da tarde. Com esses recursos o governo quitará empréstimo bancário e o restante será depositado em um fundo destinado ao pagamento do 13º salário do funcionalismo, explicou o secretário.
O governo do Estado contraiu financiamento de R$ 108 milhões em dezembro do ano passado junto ao Banco do Brasil e ao Banco Real, para quitar as folhas de novembro, dezembro e o 13º do funcionalismo. O empréstimo deveria ser pago em 11 parcelas, sendo que sete já foram quitadas. "O saldo da dívida está em R$ 46 milhões, sendo R$ 36,8 milhões para o Banco do Brasil e R$ 9,2 milhões ao Banco Real", detalhou.
Antecipando o pagamento das quatro parcelas restantes, o saldo cai para R$ 42,428 milhões, com o Estado tendo um abatimento superior a R$ 5 milhões. Desta forma é possível quitar totalmente o empréstimo com essa primeira parcela dos recursos da estadualização das rodovias e ainda restarão cerca de R$ 2,6 milhões.
O secretário Paulo Duarte disse que, por determinação do governador Zeca do PT, os R$ 2,6 milhões restantes serão depositados em uma conta corrente vinculada para a provisão do 13o. do funcionalismo. A folha de pagamento dos servidores do Executivo gira em torno de R$ 40 milhões. Incluindo os demais poderes, ultrapassa R$ 60 milhões, afirmou o secretário de Estado de Receita e Controle, José Ricardo Cabral, também presente à coletiva.
Paulo Duarte destacou a importância da injeção desses recursos para equilibrar as finanças do Estado, lembrando que ao quitar antecipadamente o empréstimo, além de obter desconto o governo passará a contar com mais R$ 11 milhões mensalmente, dinheiro que vinha sendo repassado aos bancos para abatimento das parcelas do financiamento. "Esses recursos afastam qualquer possibilidade de atraso nos salários do funcionalismo e possibilitam o provisionamento de receita para quitar o 13º sem a necessidade de recorrer a novo empréstimo", afiançou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Setembro de 2020
Segunda, 21 de Setembro de 2020
11:00
Corrida/Nutrição/Fitness
09:00
Santo do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)