Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

29/03/2005 16:59

Dia 31:Para sugestões de Reforma Universitária

Liésio Pereira / ABr

O Ministério da Educação já recebeu grande volume de sugestões para o anteprojeto de lei de reforma de ensino superior do país. O prazo para enviar propostas ao governo termina amanhã (30). O secretário de Educação Superior do MEC, Nelson Maculan, disse à Agência Brasil que a versão final do projeto estará pronta em abril, mas ainda serão realizadas novas consultas públicas até que o projeto seja enviado ao Congresso Nacional.

"Temos recebido muitas propostas, de quase todas as organizações sociais do país; representações sociais; representantes das universidades, como as estaduais, as católicas, as (demais) confessionais; e também propostas pessoais importantes. Estamos ouvindo", disse Maculan. "Vamos encaminhar o projeto em abril para a Casa Civil, onde haverá mais noventa dias, pelo menos, de reuniões públicas. Acredito que em julho ou agosto o projeto será enviado ao Congresso Nacional".

Ele afirmou que as sugestões estão sendo analisadas pelo MEC sob a perspectiva defendida pelo governo Lula. Um grupo "mais restrito" se encarrega de verificar as propostas para sintetizá-las no texto final. "Há pontos que vão ao encontro dos nossos e outros que são contrários. Existe uma política nossa de esquerda no país, de defesa da educação pública e de qualidade, e temos que ser coerentes com a proposta do governo Lula", observou.

O secretário participou de debate público com estudantes, dirigentes de universidades e representantes da sociedade civil na Assembléia Legislativa de São Paulo. Ele destacou que é importante debater a questão no estado porque há uma grande defasagem de vagas nas universidades públicas paulistas.

"São Paulo tem uma grande população estudantil, a maior do país, e, sobretudo, é o estado com o menor total de vagas públicas do vestibular em relação à população. Há uma forte representação das universidades privadas que dão uma característica ao estado bem diferente do país. É importante porque são universidades privadas que fazem os cursos noturnos e permitem que parte da sociedade trabalhe. Nossa visão é verificar a qualidade desse ensino para que os alunos tenham um diploma que valha alguma coisa e que eles não sejam os únicos avaliados, mas também a instituição e o próprio curso", afirmou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)