Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/04/2005 15:11

Desconto sobre soja verde começa ser compensado

Senarms

Após a mobilização de representantes da classe produtora rural em Mato Grosso do Sul as cooperativas e indústrias compradoras de soja já estão tentando compensar os prejuízos impostos através de altos descontos sobre o percentual do grão esverdeado. A situação, segundo o vice-presidente da Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul (Famasul), Ari Basso, começou mudar com a realização de estudos pela UFMS e o próprio Ministério da Agricultura, Abastecimento e Pecuária (Mapa) em que ficou comprovada a equiparação em qualidade (proteína, gordura e acidez) da soja verde em relação ao grão normal. “Algumas cooperativas estão procurando o produtor para negociar a devolução do que foi descontado a mais”, revela.

Ari Basso explica que o desconto tolerado pela indústria e cooperativas é de até 10% de soja verde sobre o total das cargas compradas, seguindo norma do Mapa. “Contudo, houve uma forte estiagem nesta safra, o clima forçou a maturação do grão, e foi elevado o percentual de desconto na entrega, chegando até, em casos isolados, a 50% do total”. Entre as justificativas para o desconto excessivo está a falta de qualidade da soja verde, argumento derrubado através de diagnósticos. “Agora a devolução está ocorrendo através de média ponderada das entregas”, explica. Dessa forma, a tolerância fica em até 15%.

Para Ari Basso, essa situação reflete avanço da mobilização do produtor que não aceitou a imposição da indústria. “A Famasul levou a questão ao Mapa, que também encomendou estudo reforçando o que ficou comprovado pela UFMS. Sem mobilização, permaneceriam as perdas”, atenta.


Sandra Luz

Time Comunicação

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)