Cassilândia, Sexta-feira, 28 de Julho de 2017

Últimas Notícias

02/03/2009 08:43

Des. Gilberto da Silva Castro deixa o TJ/MS

Assessoria/ TJ-MS

Publicada no Diário da Justiça desta segunda-feira (2), a portaria que concede ao Des. Gilberto da Silva Castro aposentadoria voluntária. Na última sexta-feira, o desembargador não participou da sessão do Órgão Especial, mas foi homenageado pelos componentes daquela Corte. As manifestações demonstraram que o recém aposentado era um magistrado muito respeitado e admirado.

Gilberto da Silva Castro é natural de Campo Grande e completou 68 anos em janeiro. Formado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP), advogou nas capitais paulista e sul-mato-grossense. Em 1973, quando o estado era Uno, ingressou na magistratura como juiz de Direito em Fátima do Sul. Por merecimento, foi promovido para a 1ª Vara de Rondonópolis, de 2ª entrância, três anos depois. No ano seguinte, por permuta e a pedido, foi transferido para a Vara Criminal de Dourados.

Por merecimento, foi promovido para a 1ª Vara Criminal de Campo Grande, em 1979, e removido para a 3ª Vara de Família e Sucessões, no ano seguinte. Em 1984, foi removido para a 11ª Vara Cível, onde atuou até 1986, quando foi promovido a desembargador do Tribunal de Justiça de MS.

Gilberto da Silva Castro foi vice-presidente do Tribunal de Justiça (1987/1988) e Corregedor-Geral de Justiça (1991/1992), além de Corregedor Regional Eleitoral (1993/1994) e presidente do Tribunal Regional Eleitoral (1995/1996).

O presidente do TJMS, Des. Elpídio Helvécio Chaves Martins, confessou que a aposentadoria do amigo e companheiro de Corte será uma grande perda para todos, principalmente para a magistratura.

Para ele, o Des. Gilberto se constitui em um dos magistrados cujas decisões se revelaram um norte para toda a magistratura. A verticalidade do seu caráter, a extrema dedicação à magistratura, a responsabilidade com que encarou o exercício da atividade judicante são – no entender do presidente do TJMS - atributos morais que o tornam uma pessoa singular. “Os longos anos dedicados a magistratura jamais afetaram o seu ânimo e sua obstinação pelo trabalho. Fica para todos nós o seu exemplo de vida e dedicação ao judiciário”, explicitou o Des. Elpídio.

No conceito do Des. Claudionor Miguel Abss Duarte, Gilberto da Silva Castro constitui-se em um daqueles magistrados que abraçaram a magistratura como profissão de fé e nela encontrou sua verdadeira vocação. “Por onde passou e onde atuou, em todos os juízos e comarcas, granjeou amigos. Pessoa lhana, de excelente bagagem moral e cultural, sempre se revelou um magistrado ponderado, independente, sereno, que trazia segurança a seus pares no Tribunal de Justiça”, acrescentou.

Outro a lamentar a aposentadoria do Des. Gilberto foi o Des. João Carlos Brandes Garcia, que o classificou como um magistrado diligente, sobressaindo-se entre seus pares pelo estudo, pela aguçada inteligência e pela atenção que sempre dedicou à magistratura, que sempre defendeu e honrou com muita competência. “Gilberto se despede desta Casa após 35 anos de dedicação ao judiciário deste Estado. Fica aqui o registro da minha admiração por seu talento, independência, retidão no exercício da magistratura e por ter honrado com brilhantismo, muito zelo e dedicação, as tradições deste Tribunal que ajudou a moldar, com o seu exemplo de juiz e de amigo”.

Embora não faça parte do Órgão Especial, a Desa. Marilza Lúcia Fortes fez questão de falar sobre o amigo e magistrado que, em sua concepção, é um exemplo a ser seguido. “Eu sempre o admirei. Quando era juíza sempre lia os votos dele, mesmo quando eram contra decisões minhas porque nelas sempre encontrava ensinamento. Ele tem classe até para discordar dos votos de outros desembargadores. O Gilberto é muito humano, bem humorado e nos transmite muita segurança. Foi uma honra trabalhar com ele”, complementou Marilza.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 28 de Julho de 2017
Quinta, 27 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 26 de Julho de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)