Cassilândia, Domingo, 19 de Fevereiro de 2017

Últimas Notícias

05/03/2015 15:58

Deputados divergem sobre atuação da Assembleia sobre fim de vistoria

Midiamax

Não é consenso entre os 24 deputados estaduais o pedido de suspensão da vistoria obrigatória do Detran (Departamento Estadual de Trânsito), ao custo de R$ 103,45, para veículos com mais de cinco anos de fabricação. Alguns são favoráveis ao fim da cobrança, outros ainda não.

“Cabe à Assembleia sim (pedido de suspensão do decreto). A Constituição Estadual em seu artigo 63, inciso 7º diz que compete privativamente à Assembleia sustar atos normativos do Poder Executivo que exorbite o poder regulamentado”, afirmou o deputado Marquinhos Trad (PMDB).

De acordo com o líder do governo na Casa, deputado Prof. Rinaldo (PSDB), a gestão de Reinaldo Azambuja (PSDB) está estudando diminuir o valor e não suspender a vistorias.

O tucano acredita que, a normativa determinada pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB) um dia antes de deixar o governo, ‘precisa ser cumprida’.

“Tem que analisar a palavra exorbitante, porque o que é para um, pode não ser para outro”, afirmou Rinaldo.

Pedetista como Gerson Claro, diretor-presidente do Detran, o deputado Beto Pereira afirmou que o correligionário irá à Assembleia na próxima semana (quarta-feira, 11) apresentar justificativas do serviço e dos valores cobrados.

“Tem que se ater à legalidade, toda medida que vai retirar receita do governo, tem que proposta pelo governo. Isso não cabe à Assembleia”, pontuou Beto.

O parlamentar citou também as possíveis falhas na fiscalização nas 16 vistoriadoras autorizadas pelo Detran a fazerem o serviço, oito na Capital e oito no interior. “Se for o caso, que o governo suspenda as atuais concessões e estabeleça critérios mais claros”, finalizou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 19 de Fevereiro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 18 de Fevereiro de 2017
Sexta, 17 de Fevereiro de 2017
20:33
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)