Cassilândia, Domingo, 11 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/09/2015 07:45

Decisão judicial pode aumentar novamente a conta de luz, diz Aneel

Midiamax

 

Por conta de uma decisão judicial, a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), livrou a Abrace (Associação Brasileira de Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres), do pagamento de parte dos programas do fundo setorial do CDE (Conta de Desenvolvimento Energético).

Com isso, quem irá pagar o valor que poderá subir até 8% na conta, será o consumidor final. A reportagem tentou, mas não conseguiu contato com a assessoria de imprensa da Energisa para saber o posicionamento da empresa, em relação à possibilidade do novo aumento.

Outras concessionárias do País já comentaram a respeito da nova tarifação. A Light informou que passará o reajuste em novembro e a Eletropaulo em julho do ano que vem. Ainda segundo a Aneel, as distribuidoras terão suas receitas afetadas em até 5%.

Os consumidores de Mato Grosso do Sul já tiveram em março um reajuste de 27,9%, e em abril de 8%, referente a RTE (Revisão Tarifária Extraordinária).

Abrace

A Abrace é formada por grandes indústrias, como Alcoa, Ambev, Braskem e Gerdau, e grandes consumidores de energia. A associação entrou na Justiça e conseguiu livrar seus associados de recolherem o encargo, sob a tese de que as despesas deveriam ser pagas apenas pelos consumidores do mercado cativo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 11 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
06:04
Fotogaleria
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)