Cassilândia, Quinta-feira, 24 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/12/2006 10:01

Decisão garante abastecimento para a frota de MT

STJ

Está suspensa a decisão que impedia o fornecimento de combustíveis e óleos lubrificantes para a frota de veículos de Cuiabá e do interior do Estado de Mato Grosso. O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Raphael de Barros Monteiro Filho, deferiu o pedido de suspensão feito pelo Estado.

A empresa Caltoldi Auto Posto 10 impetrou mandado de segurança com pedido de liminar, pretendendo a interrupção do procedimento licitatório realizado visando ao registro de preços e ao fornecimento de combustíveis e óleos lubrificantes para atender à frota de veículos.

A liminar foi deferida em parte pelo desembargador relator do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. “Apenas para suspender a prática do ato administrativo, a fim de evitar que a autoridade impetrada proceda à efetiva contratação da empresa ADM – Comércio e Representações Ltda. ou, se isso já tiver ocorrido, de evitar que promova o regular cumprimento do contrato, até que se decida o mérito deste writ”, diz a liminar.

O Estado do Mato Grosso recorreu, então, ao STJ com pedido de suspensão de liminar, baseado nos artigos 4º da Lei n. 4.348/64 e 4º da Lei n. 8.437/92. Segundo alegou, impedir a Administração de concluir o procedimento licitatório vai acarretar grave lesão às ordens pública e jurídica, tendo em vista que já foram consumidos 95,41% do total do estoque de combustíveis constante da anterior ata de registro de preços.

Para o Estado, a manutenção da decisão poderia provocar um colapso no abastecimento dos veículos pertencentes ao ente público estatal, cujos órgãos/entidades estão aguardando a aquisição de combustíveis pelo novo registro de preços a ser disponibilizado pela Secretaria de Estado da Administração. As principais áreas prejudicadas pela falta de combustível seriam a da segurança e da saúde.

Após examinar o pedido, o presidente do STJ suspendeu a liminar. “Ocorre (...) perigo de grave lesão à ordem pública, ante a iminência de colapso no abastecimento de combustíveis dos veículos (...) uma vez que já foram consumidos 95,41% do estoque do Estado, havendo a previsão de solução de continuidade das atividades estatais (saúde e segurança pública) em, no máximo, quinze dias”, considerou o ministro.

O presidente afirmou, no entanto, que, se for concedida a segurança, ao final, não haverá irreversibilidade da medida concedida. “Sendo anulado o certame e, conseqüentemente, o contrato administrativo, nova licitação será realizada, restando suprida a lacuna com o fornecimento emergencial”, acrescentou o ministro Barros Monteiro.


Autor(a):Rosângela Maria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 23 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)