Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

19/12/2006 10:01

Decisão garante abastecimento para a frota de MT

STJ

Está suspensa a decisão que impedia o fornecimento de combustíveis e óleos lubrificantes para a frota de veículos de Cuiabá e do interior do Estado de Mato Grosso. O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Raphael de Barros Monteiro Filho, deferiu o pedido de suspensão feito pelo Estado.

A empresa Caltoldi Auto Posto 10 impetrou mandado de segurança com pedido de liminar, pretendendo a interrupção do procedimento licitatório realizado visando ao registro de preços e ao fornecimento de combustíveis e óleos lubrificantes para atender à frota de veículos.

A liminar foi deferida em parte pelo desembargador relator do Tribunal de Justiça de Mato Grosso. “Apenas para suspender a prática do ato administrativo, a fim de evitar que a autoridade impetrada proceda à efetiva contratação da empresa ADM – Comércio e Representações Ltda. ou, se isso já tiver ocorrido, de evitar que promova o regular cumprimento do contrato, até que se decida o mérito deste writ”, diz a liminar.

O Estado do Mato Grosso recorreu, então, ao STJ com pedido de suspensão de liminar, baseado nos artigos 4º da Lei n. 4.348/64 e 4º da Lei n. 8.437/92. Segundo alegou, impedir a Administração de concluir o procedimento licitatório vai acarretar grave lesão às ordens pública e jurídica, tendo em vista que já foram consumidos 95,41% do total do estoque de combustíveis constante da anterior ata de registro de preços.

Para o Estado, a manutenção da decisão poderia provocar um colapso no abastecimento dos veículos pertencentes ao ente público estatal, cujos órgãos/entidades estão aguardando a aquisição de combustíveis pelo novo registro de preços a ser disponibilizado pela Secretaria de Estado da Administração. As principais áreas prejudicadas pela falta de combustível seriam a da segurança e da saúde.

Após examinar o pedido, o presidente do STJ suspendeu a liminar. “Ocorre (...) perigo de grave lesão à ordem pública, ante a iminência de colapso no abastecimento de combustíveis dos veículos (...) uma vez que já foram consumidos 95,41% do estoque do Estado, havendo a previsão de solução de continuidade das atividades estatais (saúde e segurança pública) em, no máximo, quinze dias”, considerou o ministro.

O presidente afirmou, no entanto, que, se for concedida a segurança, ao final, não haverá irreversibilidade da medida concedida. “Sendo anulado o certame e, conseqüentemente, o contrato administrativo, nova licitação será realizada, restando suprida a lacuna com o fornecimento emergencial”, acrescentou o ministro Barros Monteiro.


Autor(a):Rosângela Maria

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)