Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/04/2012 17:00

Criminalização de enriquecimento ilícito será um dos itens do anteprojeto de Código Penal

Agência Senado

Enriquecer sem os meios de provar que o dinheiro foi ganho honestamente poderá levar funcionário público ou detentores de cargos públicos à cadeia. A comissão que discute a atualização do Código Penal decidiu incluir no texto do anteprojeto a criminalização do enriquecimento ilícito para esses agentes.

A medida foi defendida pelo presidente da comissão, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Gilson Dipp. Hoje, o agente público pode sofrer sanções legais quando é descoberto ganhando dinheiro por meio de um crime. Mas ele não é punido se a polícia ou a justiça falham em provar que houve crime.

A transgressão a ser tipificada pelo novo Código Penal, entretanto, é a da incompatibilidade entre riqueza e renda. Nesse caso, as autoridades terão o direito de presumir que rendas ou propriedades decorrem de ato ilícito.

– Esse é um tipo penal previsto na convenção da ONU contra a corrupção, que foi assinada pelo Brasil e ainda não foi tipificado em nosso ordenamento – ressaltou ele.

A comissão também definiu que a pena para o crime de enriquecimento ilícito deve variar de um a cinco anos.

O anteprojeto também deve propor o fim da distinção entre os crimes contra a administração pública praticados por funcionários públicos e os que forem praticados por particulares. A medida foi proposta pelo procurador Luiz Carlos Gonçalves, que é o relator da comissão.

A reunião, que está sendo realizada na sala 19 da Ala Alexandre Costa, foi suspensa por volta das 13h20 e será retomada após as 14h.

O prazo para que a comissão apresente o anteprojeto se encerra no final de maio. Quando isso ocorrer, a matéria passará a tramitar no Senado sob a forma de projeto de lei.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)