Cassilândia, Quarta-feira, 26 de Julho de 2017

Últimas Notícias

28/12/2007 07:53

Correntistas pagarão CPMF até 4 de janeiro, diz Febraban

Humberto Marques - Campo Grande News

Apesar de ser extinta no dia 1º de janeiro de 2008, a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira terá valores debitados nas contas dos correntistas até o dia 4 do próximo mês. O alerta partiu da Federação Brasileira de Bancos, que justifica a cobrança com a agenda de pagamentos entre clientes e instituições financeiras.

Conforme a Febraban, a maioria das instituições financeiras recolhe a CPMF dos clientes às sextas-feiras – descontando o valor referente às movimentações entre a quinta-feira da semana anterior até quarta-feira da semana vigente. Assim, “os bancos debitarão das contas de seus clientes a CPMF referente às movimentações ocorridas no final de dezembro na primeira semana de janeiro, até o próximo dia 4”, afirma o comunicado da federação.

A Febraban ressalta que a forma de cobrança não é padrão entre os bancos, mas que valores referentes à CPMF deverão ser debitados dos correntistas até 4 de janeiro. “A partir do dia 7 de janeiro, com a extinção do tributo, não haverá mais débito de CPMF”, prosseguiu o comunicado. Para clientes cujo débito da contribuição é feito diariamente nas contas, o pagamento da CPMF acabará junto com a cobrança do imposto.

A CPMF foi derrubada após votação no Senado, considerada uma das maiores derrotas recentes do governo de Luiz Inácio Lula da Silva no Congresso Nacional. A União havia feito planejamento para que o imposto fosse paulatinamente reduzido até 2011, quando a cobrança deveria acabar. No entanto, o projeto acabou não passando: foram 34 votos contrários e 45 favoráveis – quando deveriam ser 49, para garantir maioria ao governo.

A contribuição equivale a 0,38% de movimentações financeiras, em especial as transações bancárias. Quando foi criada – ainda nos anos 90 – o imposto teria como destino único o financiamento da Saúde nacional. Sem a CPMF, a União deixará de contar com R$ 40 bilhões anuais. Em Mato Grosso do Sul, a expectativa é de um impacto negativo de R$ 150 milhões a menos para a Saúde pública.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 26 de Julho de 2017
Terça, 25 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
06:34
Cassilândia
Segunda, 24 de Julho de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)