Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

29/11/2017 10:20

Coreia dispara míssil e Seul responde com lançamento de projétil 'de precisão'

Midiamax

A Coreia do Norte disparou um míssil balístico na madrugada desta quarta-feira (29), pelo horário local, afirmam militares sul-coreanos citados pela agência Yonhap News, da Coreia do Sul. De acordo com o Pentágono, uma avaliação inicial indica que se trata de um míssil balístico intercontinental (ICBM), que voou por mil quilômetros até cair no Mar do Japão. O órgão militar americano afirmou que o disparo não representou uma ameaça aos EUA, seus territórios ou aliados.

O presidente americano Donald Trump foi informado enquanto estava visitando o Congresso e o míssil ainda estava no ar, informou a Casa Branca. Mais tarde, ele afirmou que o novo lançamento não irá mudar a forma como os Estados Unidos lidam com a questão norte-coreana. Questionado por jornalistas durante um pronunciamento sobre impostos, ele se limitou a dizer: "cuidaremos disso".

Segundo a Yonhap, o míssil foi disparado da província de South Pyongan, que fica ao norte de Pyongyang, em direção ao leste. Militares sul-coreanos estão analisando os detalhes com o Estados Unidos, acrescenta a agência.

O governo japonês estima que o míssil voou por 50 minutos e caiu na zona econômica exclusiva do país, informa a emissora de TV japonesa NHK.

Em resposta, as forças armadas da Coreia do Sul conduziram um lançamento de míssil de "ataque de precisão", segundo os militares citados pela Yonhap. A agência não deixa claro qual o alvo deste projétil.

O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, ordenou uma reunião de emergência com o gabinete de ministros. O presidente sul-coreano, Moon Jae-in convocou uma reunião do Conselho de Segurança Nacional de seu país para discutir o lançamento.

Sanções

O último míssil disparado pela Coreia do Norte, um Hwasong-12 de alcance intermediário, foi lançado no dia 15 de setembro, sobrevoou o Japão e caiu no Oceano Pacífico.

A comunidade internacional condena os disparos de mísseis e considera os programas nuclear e balístico da Coreia do Norte violações contra as resoluções da ONU. 

No dia 11 de setembro, o Conselho de Segurança da Organização impôs, por unanimidade, a proibição das exportações de produtos têxteis do país e limitou as importações de petróleo. Aquela foi a nona resolução de sanções aprovada por unanimidade pelo conselho de 15 membros desde 2006 sobre os programas de mísseis balísticos e nuclear da Coreia do Norte.

As sanções mais recentes foram uma resposta ao teste com uma bomba de hidrogênio, o sexto teste nuclear do país dos últimos 11 anos, ocorrido em 3 de setembro.

Na semana passada, Trump incluiu a Coreia do Norte em uma lista de 'países que patrocinam terrorismo', no que diz ser uma "campanha de pressão máxima" dos EUA em relação à Coreia do Norte.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)