Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

07/06/2005 10:05

Conversão de carros para GNV cai em 80%

Aline Rocha/Campo Grande News


A incerteza causada pela crise política na Bolívia e a Lei dos Hidrocarbonetos, que cria um imposto de 32% sobre as empresas multinacionais de exploração de petróleo e gás natural, já provocou uma queda de até 80% nas conversões de veículos para gás natural nos últimos dias.

De acordo com a diretora do núcleo de assuntos GNV (Gás Natural Veicular), que funciona dentro da Assorauto (Associação das Oficinas Reparadoras de Veículos Automotores de Mato Grosso do Sul), Luiza Bortone, a queda pelos serviços nas 17 empresas convertedoras deve-se, principalmente, às especulações a respeito do assunto. "Há deduções que o aumento seria de 50%, contabilizando os 32% da lei e mais 16% de royalties. Isso não procede e não seria repassado para os consumidores", explica.

Luiza critica que as especulações é que criam medo nos consumidores de converter os veículos. "Poderá ocorrer aumento, mas não será de 50% e sim, no máximo de 10%", argumenta.
As 17 empresas que convertem veículos para gás natural já investiram R$ 2 milhões em equipamentos e com a crise, pelo menos 35% dos empregados já foram demitidos.

De acordo com o presidente da Msgás, Maurício Arruda, o medo dos consumidores diante do atual quadro é normal, já que o investimento é alto, cerca de R$ 3 mil por veículo. "Isso será passageiro, a medida que as pessoas observarem que continuamos trabalhando dentro da normalidade", diz.

Arruda afirma que ainda não houve manifestação oficial da Petrobras a respeito de aumento sobre o gás e nem sobre possível desabastecimento de gás no Brasil. O posicionamento tem sido de que a Lei não vai incidir sobre o contrato vigente, e segundo Arruda, não vai chegar às bombas com altos índices.

O presidente da Msgás informou também que as atividades da empresa, incluindo da amplicação de ramais dentro da Capital, continuam no mesmo cronograma. Segundo ele, pelo menos três novos postos estão sendo preparados para fornecer gás; um na Manoel da Costa Lima, um na Costa e Silva e o terceiro na Rui Barbosa.

"O problema existe e é real, mas não podemos parar nossas atividades. Temos que procurar administrar a medida que os fatos forem acontecendo, os risco pode até ser dos clientes que investiram e ainda não amortizaram esse investimento", diz. O interesse da Msgás, bem como da Petrobras, segundo Arruda, é de conseguir a longo prazo a independência do gás boliviano.

Mato Grosso do Sul utiliza hoje cerca de 1 milhão de metros cúbicos diários de gás boliviano de todos os segmentos. "A crise vai acabar e vamos nos concentrar em seguida nos reflexos que pode atingir os índices do preço do gás", revela.

A respeito da renúncia de ontem do presidente da Bolívia, Carlos Mesa, Arruda afirmou que ainda é cedo para fazer avaliações sobre o que pode acontecer no país vizinho e com o gás. "A Bolívia tem honrado os contratos, quando o presidente anterior [Gonzalo Sánchez de Lozada] caiu o fornecimento foi normal, esperamos que isso se repita", avalia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)