Cassilândia, Domingo, 19 de Novembro de 2017

Últimas Notícias

08/11/2017 11:30

Convencer consumidor é desafio para aumentar procura por produtos saudáveis

Agência Brasil

No futuro, os consumidores vão preferir os alimentos produzidos de maneira sustentável e o grande desafio será como atendê-los. A afirmação foi feita por Alex Lee, representante no Brasil da Produce Marketing Association (PMA) - associação do segmento de produtos agrícolas frescos e flores - que participou de encontro promovido hoje (7) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) sobre Sistemas Alimentares - Programas sobre Consumo e Produção Sustentável 10YFP.

O encontro reuniu técnicos e pesquisadores de todo o Brasil e colocou na pauta a questão da agricultura sustentável e as oportunidades e os desafios desses sistemas alimentares diante da evolução do chamado consumo responsável. Ao analisar as tendências do consumidor, Alex Lee apontou para o primerio e talvez maior problema: como convencer o consumidor de que vale a pena optar por produtos saudáveis.

"Isso passa por uma mudança de visão, da comida como mercadoria para a comida como alimento para nossa melhor qualidade de vida e do nosso planeta", disse Lee.

Ele lembrou ainda que os alimentos precisam atrair os consumidores e, nesse caso, entram a aparência do produto e a qualidade da embalagem, que também tem que ser saudável.

Citando dados de uma pesquisa da PMA, Lee disse que 28% dos brasileiros estão tentando cozinhar mais em casa do que comer fora e 47% estão interessados em testar serviços que ofereçam refeições saudáveis à sua porta. Mas a grande dificuldade a ser vencida é o preço dos alimentos livres de agrotóxicos. A opinião é compartilhada por José Eduardo Brandão Costa, da Confederação Nacional e da Associação Brasileira de Produtores de Frutas (Abafrutas).

Para ele, o consumidor brasileiro ainda não tem consciência de que o alimento produzido de maneira sustentável é mais caro, porque o seu custo de produção é maior, mas que o seu valor também é maior.

"Agregar valor nem sempre é uma tarefa fácil. É preciso ligar o conceito de saudabilidade, que é racional, ao de estar bem com a vida que é um conceito emocional", disse.

A lógica do processo, segundo ele, é que a agricultura sustentável seja "economicamente viável, ambientalmente correto e socialmente justa". Para isso, diz ele, a parceria com o governo é muito importante. Ele lembrou que foi assim que o Brasil conseguiu sucesso na produção e exportação de frutas, especialmente para a Europa, com uma marca que garante a qualidade do que o consumidor está comprando.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 19 de Novembro de 2017
11:00
Mundo Fitness
Sábado, 18 de Novembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sexta, 17 de Novembro de 2017
19:49
Cassilândia
10:28
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)