Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

17/04/2006 14:02

Congresso pode votar Orçamento amanhã

Luciana Vasconcelos / ABr

O Orçamento da União para 2006 pode ser votado amanhã (18) em sessão conjunta do Congresso Nacional. A votação estava marcada para semana passada, mas governadores protestaram contra o valor previsto para os estados exportadores.

A Lei Kandir determina ressarcimento aos estados para compensar as perdas com a isenção do pagamento de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) das empresas exportadoras.

A proposta orçamentária previa o repasse de R$ 3,4 bilhões para os estados. Os governadores pediam, pelo menos, o mesmo recurso previsto no ano passado, de R$ 5,2 bilhões. A diferença de R$ 1,8 bilhão estava condicionada ao excesso de arrecadação, mas os governadores queriam que R$ 900 milhões viessem de fonte segura de recursos.

O governo negociou e propôs incorporar mais R$ 500 milhões do Orçamento da União à verba prevista para ressarcimento dos estados. A outra parcela - de R$ 1,3 bilhão - seria distribuída ao longo do ano, de acordo com o excesso de arrecadação de impostos.

Mas segundo o relator da proposta deputado Carlito Merss (PT-SC) mesmo com o governo tendo negociado o repasse de recursos previstos na Lei Kandir para os estados exportadores, a oposição não está satisfeita.

"Dez minutos depois do acordo firmado, deputados e senadores do PFL e do PSDB passaram a fazer novas exigências", disse. Líderes do PFL e do PSDB no Senado já anunciaram, por exemplo, que há pendências nos estados de Sergipe, Amazonas e Bahia.

Como não há dinheiro previsto no Orçamento deste ano, o governo está liberando recursos por meio de Medidas Provisórias. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, avisou em seu programa semanal Café com Presidente que essa é uma sinalização de que o governo não ficará paralisado por causa do atraso na aprovação do orçamento deste ano.

Ele espera a aprovação da proposta. "Vamos ver se essa semana nós conseguimos votar e tocamos o barco, porque o Brasil está em marcha, portanto, as coisas estão acontecendo e nós precisamos que o orçamento seja aprovado", disse.

Se o orçamento for aprovado na próxima semana, o governo terá apenas maio e junho para fazer convênios com estados e prefeituras para obras. A lei eleitoral determina que os convênios só podem ser feitos até 30 de junho.

"A não aprovação do orçamento está prejudicando o povo, as prefeituras, as entidades, os estados porque não dá para repassar dinheiro no período eleitoral", considerou Carlito Merss.

Com Iolando Lourenço.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)