Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/10/2005 09:55

Complicações no parto e abortos matam mais de 250 mi

Yara Aquino/ABr

Problemas com saúde reprodutiva, incluindo o HIV/Aids, são a principal causa de morte e de doença entre mulheres na faixa etária de 15 aos 44 anos em todo o mundo. Os dados estão no relatório do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), divulgado hoje (12). O documento destaca a promoção da igualdade entre homens e mulheres e a saúde reprodutiva como formas de reduzir a pobreza no mundo.

De acordo com o documento, mais de 250 milhões de mulheres perdem a vida a cada ano em conseqüência de complicações no parto e de aborto, por exemplo. Para a representante da UNFPA no Brasil, Tânia Patriota, a solução é garantir que as mulheres tenham acesso à informações e ao atendimento de qualidade. "O que se deve fazer é dar acesso a serviços de saúde reprodutiva, acesso fácil, informação rápida, atenção de qualidade e especializada para jovens e uma atenção no momento do parto", afirma.

No Brasil, a saúde materna tem relação direta com o grau escolaridade da mãe. Números da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde apontam que 75% das mulheres com 12 anos ou mais de escolaridade tinham realizado sete ou mais consultas pré-natais durante a gravidez. Esse percentual é de apenas 21,9% para as mães sem escolaridade. Normas do Ministério da Saúde determinam que a gestante realize um número igual ou superior a seis consultas.

Melhorar a saúde materna, bem como promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres estão entre os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio a serem alcançados até 2015. Os ODM são uma série de oito compromissos aprovados entre líderes de 191 países membros das Nações Unidas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)