Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

31/05/2011 16:22

Comissões do Senado aprovam volta de fuso horário de duas horas a menos para o Acre

Ivan Richard, Agência Brasil

Brasília – Foi aprovado hoje (31) pelas comissões de Constituição e Justiça (CCJ), de Assuntos Econômicos (CAE) e de Relações Exteriores (CRE) do Senado o projeto de lei que altera o fuso horário do Acre para duas horas a menos em relação ao horário oficial de Brasília.

A matéria tenta revogar uma lei de 2008 que fez com que o estado passasse a ter apenas uma hora a menos em relação à capital do país. O texto será votado novamente na próxima semana pela CCJ e, depois, seguirá para a Câmara dos Deputados.

Como o relator da matéria, o senador Luiz Henrique (PMDB-SC), acatou as emendas apresentadas pela senadora amazonense Vanessa Grazzioton (PCdoB) e pelo paraense Flexa Ribeiro (PSDB), o novo fuso foi estendido também a municípios do Amazonas e do Pará.

“Se restabeleceu o sistema de quatro fusos horários contemplando o estado do Acre, 13 municípios do Amazonas e o oeste do estado do Pará, que passam a ter duas horas a menos que o horário de Brasília”, explicou o relator. “Foram apresentadas emendas porque os municípios do Amazonas e do Pará encontram-se na mesma situação geográfica e reclamam a integração do mesmo fuso do Acre”, acrescentou.

Durante as eleições do ano passado, 58% da população do Acre, em resposta a referendo sobre o tema, manifestaram-se contrariamente à mudança do horário promovida em 2008. Diante do resultado, o senador Sérgio Petecão (PMN-AC) pediu para que o senador Pedro Taques (PDT-MT) apresentasse o projeto de lei para ratificar a decisão. O resulado nas comissões hoje foi de 17 votos a favor e uma abstenção.

O senador Jorge Viana (PT-AC), governador do estado quando o horário foi alterado, que se absteve da votação, criticou a proposta dizendo que prevaleceu uma disputa política em detrimento do interesse do estado. Para ele, a diferença de duas horas em relação ao restante do país prejudicará o Acre.

“A grade horária da televisão terá que ser mudada, um filme que passa às 19h não poderá ser exibido às 17h. O horário de funcionamento dos bancos também precisará ser alterado. Venceram aqueles que querem o atraso do estado”, criticou.

Edição: Lana Cristina

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)