Cassilândia, Sábado, 03 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

18/01/2016 06:40

Comissão aprova seguro-desemprego para agricultor afetado por enchente

Campo Grande News

Foi aprovada pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados, uma proposta que concede seguro-desemprego ao agricultor familiar rural ou extrativista que esteja impedido de exercer sua atividade, em função de excesso de chuvas, estiagem severa, vendavais e chuvas de granizo.

O autor, deputado Carlos Andrade (PHS-RR), propôs benefício de um salário mínimo mensal para quem tiver sua terra inundada por enchente sazonal, em período a ser fixado pela ANA (Agência Nacional de Águas). No entanto, a relatora do projeto, deputada Geovania de Sá (PSDB-SC), apresentou nova versão em que determina que o benefício a ser pago é de três parcelas anuais no valor de um salário mínimo cada.

A ideia é pagar o benefício com recursos do FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), que financia o seguro-desemprego no Brasil. De acordo com o projeto, o agricultor deverá ter exercido a atividade durante o período ininterrupto de um ano antes de situações emergenciais para então pedir o benefício.

O interessado deve apresentar ao órgão competente do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) documentos com registro atualizado de produtor; inscrição no INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) como produtor rural, parceiro, meeiro ou arrendatário rural; comprovante de que não esteja recebendo benefício de prestação continuada da Previdência ou da assistência social, exceto auxílio-acidente e pensão por morte, entre outros.

No caso de fraude, o dinheiro tem que ser devolvido, segundo a proposta. Ocorrerá cancelado também quando o produtor estiver trabalhando em atividade remunerada e quando desrespeitar a legislação ambiental.

A proposta foi aprovada anteriormente pela Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural e agora será analisada pelas comissões de Finanças e Tributação e a de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Chuvas – Em Mato Grosso do Sul, 28 municípios decretaram situação de emergência por conta das chuvas das últimas semanas. Diversos agricultores têm dificuldades para manejar e escoar a produção, pois 90 pontes foram destruídas, de acordo com a Defesa Civil Estadual. Pequenos produtores contam com apoio do Governo do Estado para reparar danos, em determinadas regiões.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)