Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/11/2005 13:13

Com aftosa, mais de 2 mil animais foram abatidos em MS

Paulo Fernandes / Campo Grande News

Para conter os focos de febre aftosa no Mato Grosso do Sul já foram sacrificados 2.308 bovinos e 49 suínos em cinco propriedades do extremo sul do Estado, segundo a Globo Online. Na Fazenda Vezozzo, onde foi descoberto o primeiro foco da doença, todo o rebanho foi abatido. Balanço do Ministério da Agricultura e da Iagro (Agência de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) divulgado hoje mostra que 592 bovinos e oito suínos foram sacrificados na propriedade.

Foram confirmados até agora 21 focos da doença no Estado - a maior parte em pequenas propriedades. A suspeita da doença no Paraná continua sendo investigada por meio de exames laboratoriais. Em Mato Grosso do Sul, o sacrifício de animais está centralizado, até o momento, nos municípios de Eldorado e Japorã, mas há casos da doença também em Mundo Novo. Esses municípios ficam no raio de 25 quilômetros a partir do foco inicial, em Eldorado.

Na Fazenda Jangada, foram sacrificados 562 bovinos. Outros 24 bovinos e 41 suínos foram mortos no lote 75 do Assentamento Floresta Branca. Na Fazenda Guairá, o abate de animais soma 790 bovinos e na Fazenda Fronteira, 602 cabeças. De acordo com as autoridades sanitárias, 29 bovinos e 12 suínos foram abatidos em frigoríficos locais. A carne oriunda desses animais foi destinada ao consumo na região.

Além dos abates, os veterinários inspecionam fazendas para detectar ou descartar novos focos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)