Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/02/2015 11:21

Com 56%, Estado deve lançar folha suplementar para pagar professores contratados

O governo conta com 11 mil professores contratados e nove mil efetivos

Juliene Katayama, Campo Grande News

O quadro de professores do Estado de Mato Grosso do Sul tem hoje cerca de 56% de contratados. Para atender esta demanda que ficaria sem salário em março, o governo deve lançar uma folha de pagamento suplementar para pagar os dias trabalhados em fevereiro no mês seguinte. A definição vai ser dada na reunião de segunda-feira (9) entre a comissão de professores e secretários.

 

Os professores com ajuda do deputado estadual Pedro Kemp (PT) tiveram um encontro com a secretária da Sedhast (Secretaria dos Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), vice-governadora Rose Modesto (PSDB) para reclamar a situação dos professores contratados que ficariam sem salário em março.

A situação ficou crítica depois do adiamento do começo das aulas para o dia 19 de fevereiro, apesar do ano letivo iniciar no dia 12 para planejamento. “Queremos que antecipe o contrato dos professores contratados para o dia 12 para que possam receber pelo menos metade do salário em março”, afirmou Kemp.

No encontro com Rose, a vice-governadora já entrou em contato com a secretária de Educação, Maria Cecília Amêndola da Mota, e com o de Administração, Carlos Alberto Assis, para resolver a demanda. A reunião foi marcada para a próxima segunda. “Eles vão fazer o estudo para ver se é possível antedê-los”, ressaltou.

O quadro de professores do Estado conta com 11 mil contratados e nove mil efetivos, o que representa 56% dos profissionais. Gilvano Bronzoni, um dos integrantes da comissão de professores, disse que os contratados podem começar antes para elaborar atividade pedagógica. "Antes no início das aulas tem a início da atividade pedagógica".

Concurso – Rose disse ainda que o governo do Estado pretende realizar concurso público para professores, mas ainda não tem data definida. Antes disso, a administração estadual deve convocar os aprovados em concurso anterior que ainda está em vigor.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)