Cassilândia, Quinta-feira, 14 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/09/2011 10:44

Cassilândia: Analício é procurado pela polícia; veja foto

Delegacia de Polícia de CassilândiaDelegacia de Polícia de Cassilândia

A Delegacia de Policia de Cassilândia enviou foto recente de Analício Rodrigues Dias, 60 anos, réu confesso do crime da JK, na Vila Pernambuco. Foi decretada prisão preventiva. Informações para a Polícia Civil: 3596-1366 / 8116-0584 .

Leia matéria publicada sobre o assunto:

Cassilândia: crime da JK foi premeditado e passional
Segunda-feira, 19 de Setembro de 2011 12:55
Bruna Girotto

Analício Rodrigues, 60 anos, confessou ter cometido o assassinato de Edna Souza Silva, 35 anos, na manhã do dia 15 na Avenida JK, em Cassilândia (MS).

De acordo com o delegado Rodrigo de Freitas, em entrevista concedida ao programa Rotativa no Ar nesta segunda-feira (19), Analício foi à delegacia, sendo possível interrogá-lo. \"Por um lado, isso é bom, porque nós já colhemos todos os elementos. Ele confessou o crime. Então, nós já temos um respaldo para prosseguimento e uma eventual condenação\", contou.

O delegado explicou o motivo pelo qual não pôde deixar Analício preso: \"Já havia extrapolado o flagrante\". E continuou: \"A lei é injusta, mas infelizmente nós somos obrigados a cumpri-la, porque senão a própria autoridade responde por crime de abuso de autoridade\".

O delegado disse ainda que quando Analício esteve na delegacia ainda não havia sido feito o pedido de prisão preventiva, pois a magistrada precisava de um tempo para analisar o caso: \"Hoje o indivíduo já está com o mandado de prisão em aberto e nós vamos procurá-lo de novo\".

Afirmou mais: \"Não há o que reclamar do Poder Judiciário. Infelizmente é um prazo que não tem como saber. A pessoa chega (à delegacia), eu sou obrigado a ouvir e sou obrigado a soltar. Às vezes, não dá tempo do juiz analisar. Infelizmente é isso. Diferente se tivesse outro mecanismo que me autorizasse a prender. A gente fica amarrado. Isso é até desmoralizante, isto é triste, mas é a lei e nós temos que cumprir\".

Interrogatório - Rodrigo disse a versão de Analício sobre o crime:\"Ele alegou que cruzou com a vítima na avenida e, na hora que ela o viu, partiu para agredi-lo deixando arranhões e, por isso, ele efetuou os disparos, matando a vítima no local\".

Segundo o delegado, Analício argumenta que estava andando armado pois o esposo da vítima já teria entrado em luta coporal com ele e causado algumas lesões. \"Nós apuramos que, bem antes de brigar com o marido da vítima, ele já andava armado\". Rodrigo disse que a principal alegação do suspeito é o fato da vítima supostamente ter avançado nele, porém não acredita nesta versão: \"Se isso fosse verdade, o que pelos elementos dos autos não é, por ser homem e ter uma força física muito maior, não haveria necessidade de efetuar disparos contra a vítima\".

O delegado disse ainda que \"chegou a ser vergonhoso este depoimento\", por saber que isso não é verdade. E continuou: \"Claro que a gente respeita, ouvimos ele, que veio e saiu com advogado. Ele apresentou a arma e nós estamos encaminhando para a perícia. Mas nós sabemos que isso não é verdade. Vamos terminar o inquérito policial e encaminhar ao Judiciário\".

Rodrigo afirmou os motivos que levam a crer que o crime foi premeditado: \"Ele já estaria inclusive pagando funerária, porque aparentemente ele também pensava em se matar. O que não se consumou. Nós sabemos que ele praticou o fato e fugiu\".

O crime, segundo o delegado, foi \"totalmente passional\". Rodrigo disse que, de acordo com os relatos de Analício, este teve um envolvimento com a vítima: \"Por a vítima não aceitar a reatar o relacionamento, ele teria efetuado os disparos e causado a morte da vítima\".

E, por fim, o delegado fez um pedido: \"Gostaria de pedir à população e ao próprio sr. Analício que se entregue, porque já tem a ordem judicial de prisão e a polícia já está procurando ele.\"

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)