Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/01/2008 08:03

Campo-grandenses dividem Canasvieiras com argentinos

Paulo Nonato de Souza/Campo Grande News

Tradicional reduto de argentinos, o balneário catarinense de Canasvieiras, topônimo que, segundo um mapa datado de 1786, descende do fato de a região ter sido produtora de uma espécie de cana-de-açucar conhecida por “cana-vieira”, tem um forte sotaque pantaneiro neste verão. É a presença em número muito maior este ano dos turistas de Mato Grosso do Sul, a maioria campo-grandenses, que invadiram o bairro de cerca de 3,5 mil habitantes, localizado no norte da Ilha de Santa Catarina, a 27 km da capital Florianópolis, entre as praias de Jurerê, Cachoeira do Bom Jesus, Ponta das Canas e Praia Brava.

No verão a população de Canasvieiras chega a ficar três vezes maior com a presença de turistas de todas as partes do Brasil e do exterior, especialmente argentinos que estão por toda parte. Para eles, há estabelecimentos comerciais com atendentes e até placas bilíngües. Mas este ano eles estão dividindo a boa infra-estrutura turística, a beleza natural do lugar e seus 2 km de praia com os campo-grandenses.

“Até o verão de 2006 em Canasvieras só dava argentino e gaúcho. Os campo-grandenses começaram a vir em maior número a partir de 2007, e este ano acredito que a cidade está recebendo de 40% a 50% mais de turistas de Campo Grande em relação ao ano passado”, disse Rafael Carvalho de Almeida, da empresa Amauri Corretor de Imóveis, administradora dos condomínios Tropical Residência e Ilha Deserta, ambos localizados de frente para a praia, e com seus apartamentos quase que totalmente ocupados por turistas de Mato Grosso do Sul e da Argentina.

Na opinião do corretor de imóveis Amauri Carlos Pereira, há 25 anos atuando no setor de aluguel de imóveis para turistas, o perfil turístico de Canasvieiras, pela proximidade com um grande centro como Florianópolis, e por possuir completa infra-estrutura, é perfeito para quem viaja para curtir as férias em família. “Além de tudo isso o lugar é tranqüilo. Aqui até o mar é calmo e a água é quente. Talvez por isso cada vez mais os sul-mato-grossenses estejam preferindo a nossa Canasvieiras”, avalia Amauri.

Segundo ele, não é por acaso que a praia conta com opções de lazer para toda a família, desde passeios de banana-boat e disco-boat (espécies de botes infláveis puxados por barcos a motor), mergulhos com guias especializados, passeio de escuna (é um tipo de veleiro caracterizado por usar velas de popa a proa em dois ou mais mastros, que saem cheios de turistas para alto mar com direito a passar pela Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, uma fortificação construída em 1739, e a famosa Ilha do Francês (dizem na região que o nome provem do fato de a ilha ter sido habitada por um general do Imperador Napoleão Bonaparte após a derrota na Batalha de Waterloo, em 1815).

O passeio de escuna custa R$ 35 por pessoa e normalmente zarpa e atraca de volta nos horários programados. Dura em média três horas e há muitas brincadeiras no barco, comandadas por divertidos guias uruguaios e argentinos. Mas cuidado. Tem uma despesa extra que não está embutida na passagem nem é informada no momento da compra do bilhete. São os R$ 4 cobrados para visitar a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, que segundo o guia uruguaio Marcelo, servem para ajudar na manutenção do forte gerenciado pela Universidade Federal de Santa Catarina. No verão o forte é aberto a visitação das 9h às 18h.
O charme do centrinho

O passeio à noite pelo centro de Canasvieiras é programa quase obrigatório. O charmoso centrinho, como é conhecido, conta com centenas de lojas de produtos de praia, delegacia de polícia, posto de saúde, supermercado 24h, mini-shopping, lojas de aluguel de carro, casa lotérica, uma agência do Banco do Brasil, o dia todo lotada, agências de correio e de viagem. Tudo funciona até altas horas. Por isso, no dia seguinte, fora os estabelecimentos que abrem dia e noite, nem adianta tentar encontrar alguma loja aberta antes de 9 horas.

“Aqui há uma estrutura muito boa para os turistas durante o dia e também à noite. É um dos poucos lugares em Florianópolis onde no período de férias é possível fazer compras até durante a madrugada, e todos os dias da semana”, disse a gaúcha Márcia Verruck, criada em Campo Grande, e há dois com residência fixa em Canasvieiras.
Na área de alimentação, Canasvieiras oferece churrascarias, casas de massa, frutos do mar, comida típica, cozinha internacional, lanchonetes, docerias, sorveterias e até um quiosque do McDonal's que só abre no verão. A hospedagem também é farta no balneário. Há opções de hotéis de luxo, pousadas, residenciais ou casas de aluguel. Para aqueles que querem gastar pouco, há albergues e camping.

Em Canasvieiras, a água do mar é verde, tem poucas ondas e apresenta uma variação de temperatura entre 23ºC e 26ºC nesta época do ano. A faixa de areia branca e fina é estreita e nos dias mais quentes é aconselhável chegar cedo para conseguir lugar. Na praia é possível alugar desde cadeira até caiaques.

Serviços

Chegando de carro a Florianópolis atravesse a Ponte Pedro Ivo Campos, vire à direita, siga pela Avenida Beira-Mar Norte e passe por cima do Elevado Vilson Kleinubing, que dá acesso à Rodovia SC 401. Na rodovia, vá em direção a Canasvieiras. Você passará pelos retornos de Cacupé e Sambaqui, e pelos acessos de Jurerê (até onde a SC 401 é duplicada) e Ingleses, até chegar ao trevo de Canasvieiras. Siga em frente e você estará na praia.

Chegando de ônibus: O Terminal Rodoviário Rita Maria fica a 400 metros do Terminal Integrado do Centro - TICEN. Dirija-se à plataforma C, no final à direita, de onde saem as linhas de ônibus urbano para Terminal Integrado de Canasvieiras - TICAN (linhas direta ou semidireta). Chegando ao TICAN, deve-se tomar um outro ônibus que vai até o bairro de Canasvieiras. Não é preciso pagar passagem novamente.

Chegando de avião: Se decidir alugar carro saia do aeroporto e logo vire à direita pelo acesso da Avenida Dep. Diomício Freitas. No final da avenida você passará por um retorno; vire à esquerda e tome o acesso da Via Expressa Sul (Rod. Gov. Aderbal Ramos da Silva). Atravesse o túnel e mantenha-se à direita, para tomar a Av. Beira-Mar Norte.

Se quiser poupar o dinheiro do táxi ou do aluguel do carro, na saída do aeroporto de Florianópolis, à direita, tem um ponto de ônibus. Tome qualquer um dos ônibus que passar e desça no Terminal Integrado do Centro - TICEN.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)