Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/03/2013 09:46

Campo Grande registra 20º ataque a carros, mas delegado crê em "vandalismo"

Francisco Júnior e Paula Maciulevicius, Campo Grande News
Carro ficou destruído. (Foto: Simão Nogueira)Carro ficou destruído. (Foto: Simão Nogueira)

Apesar de ser o 20º veículo atacado neste mês em Campo Grande e o primeiro após a prisão de um morador de rua como principal suspeito pelos incêndios, a Polícia trata o caso como fato isolado. Para o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro, Tiago Macedo, o incêndio de uma Belina na madrugada de hoje, no bairro Monte Castelo, na madrugada de hoje, é "vandalismo".

“Os aspectos aqui é de vandalismo pelas circunstâncias em que o carro foi encontrado”, explica. Segundo ele, a perícia não encontrou nenhum vestígio que possa indicar de que maneira o fogo foi provocado no veículo.

A Belina foi encontrada em cima de uma calçada na rua Presidente Dutra. O veículo ficou completamente destruído. O fogo foi percebido por um morador da região que acionou o Corpo de Bombeiros. Os militares utilizaram mil litros de água para apagar as chamas.

O dono do veículo está viajando. O chefe dele esteve no local. Edinaldo Silva de Oliveira, de 42 anos, disse ao Campo Grande News que, até ontem, quando foi a última vez que viu o veículo, o carro estava estacionado na rua do Rosário. “ Alguém deve ter empurrado, não tem inclinação para ele descer sozinho”, afirma.

Ataques - Diante dos ataques ocorridos na semana passada em Campo Grande, o Garras (Delegacia Especializada em Repressão a Roubos a Banco, Assaltos e Sequestros ) deve ficar responsável pela investigação deste caso. Antes do caso deste madrugada, 19 veículos foram alvos de ataques na cidade.

O andarilho Estevão de Oliveira Alves, de 32 anos, foi preso e confessou ter colocado fogo em 10 veículos. No entanto, o Garras o indiciou pelos 19 ataques.

Durante as investigações, foi cogitado que os ataques haviam sido praticados por integrantes de uma facção criminosa, que age nos presídios de todo o País.

Em depoimento, o andarilho justificou os crimes dizendo que estava revoltado com os comerciantes que sempre o enxotavam dos locais onde escolhia para se abrigar. Ele também atribuiu o caso à "teoria do caos". Leitor de jornais, ele disse que não teve ajuda de ninguém para espalhar o pânico.

Ontem, houve o ataque contra um veículo em Dourados. Outros ataques ocorreram em Sidrolândia, Três Lagoas e Terenos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)