Cassilândia, Sexta-feira, 20 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

11/06/2006 13:35

Campanha contra tráfico de animais silvestres é lançada

Stênio Ribeiro/ABr

A Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) realizou na Semana do Meio Ambiente, comemorada de 5 a 11 de junho, um ciclo de palestras em Boa Vista (RR) com o objetivo de combater o tráfico de animais silvestres.

A iniciativa fez parte do lanaçmento da Campanha de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres em Roraima. Esse tipo de comércio ilegal movimenta cerca de US$ 60 bilhões por ano e é considerada a terceira maior atividade ilícita do mundo, atrás apenas dos tráficos de armas e de drogas.

A idéia - uma parceria com a prefeitura de Boa Vista, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) e o Exército - é implementar um programa de controle fiscal alfandegário para impedir o embarque de animais. A ação também pretende inibir a biopirataria e, para isso, envolve representantes da sociedade civil organizada para conscientizar a população sobre a importância de preservação da natureza.

Segundo a assessoria de imprensa da prefeitura de Boa Vista, Roraima é o único estado que não conta com um programa articulado de combate ao tráfico de animais e biopirataria nos aeroportos. Como a região tem uma biodiversidade muito rica, é um dos principais alvos dos traficantes de animais.

Entre janeiro de 2005 e junho de 2006, a secretaria municipal de Gestão Ambiental e Assuntos Indígenas registrou 232 casos de comércio ilegal da fauna silvestre, sendo 24% de mamíferos, 33% de répteis e 43% de aves. De acordo com informações da secretaria, de cada 10 animais traficados no Brasil, nove morrem antes de chegar ao destino final.

A prefeituta de Boa Vista informa que a Amazônia brasileira abastece mercados internacionais pela rotas de São Paulo, Rio de Janeiro e países fronteiriços com Venezuela, Colômbia e Peru - fatores como localização geográfica,baixa densidade populacional e grande riqueza biológica favorecem o tráfico de animais na região. A estimativa é que cerca de 38 milhões de espécimes são tirados dos ninhos e tocas por ano no país. Apenas 1% deles chega ao destino final, os demais morrem.

Para inibir esse crime, a lei número 9.605, de 1998, que regulamenta os crimes ambientais, diz que "apanhar, vender, expor à venda, exportar, adquirir, ter em cativeiro ou transportar animais silvestres" são atos ilegais e os responsáveis por isso estão sujeitos a processos administrativos, penais e criminais, além do pagamento de multas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 20 de Janeiro de 2017
Quinta, 19 de Janeiro de 2017
20:48
Loteria
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Quarta, 18 de Janeiro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)