Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

01/03/2015 16:25

Caminhoneiros liberam MS-134 e continuam 9º dia de protesto na MS-276

Caroline Maldonado, Campo Grande News

Por volta das 11h de hoje (1º), os caminhoneiros liberaram o trecho na MS-134, entre Nova Andradina e o distrito de Casa Verde, a 300 quilômetros de Campo Grande. Porém, dando continuidade ao 9º dia de paralisação, eles estacionaram os veículos na MS-276, no km 01, entre Batayporã e Anaurilândia.

A previsão é suspender a paralisação as 18h, segundo o jornal Nova Notícias. Apenas veículos de passeio, ambulâncias, caminhões com carga viva e ônibus estão passando pelo local. No entanto, um motorista que falou com a reportagem disse que o movimento nacional cogita fechar completamente a passagem.

O protesto começou nas rodovias federais e migrou para as estaduais depois que a Justiça determinou o fim dos bloqueios, sob pena de multa de R$ 10 mil por hora, além de penalidades por infração de trânsito. Na sexta-feira (27), a PRF colocou a tropa de choque com 80 policiais de plantão na BR-163, saída para São Paulo, em Campo Grande, para cumprir decisão da Justiça.

Duas pessoas ficaram feridas em acidente na MS-156, na manhã de sábado (28), durante o protesto, em Dourados, a 233 quilômetros da Capital, segundo o jornal Dourados Agora. Conforme o Corpo de Bombeiros, um motorista, que não quis aderir à manifestação, manobrou o caminhão para fazer o retorno na rodovia e bateu em um carro.

A manifestação teve apoio de comerciantes de Dourados, que fecharam as portas por uma hora durante a tarde de sexta-feira (27). Os bloqueios ocorrem também em diversas estradas das regiões Nordeste, Sudeste, Centro-Oeste e Sul, neste domingo.

Protesto - As empresas de transporte e autônomos querem a redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) sobre o óleo diesel, de 17% para 12%; além do aumento do preço do frete, em Mato Grosso do Sul. Os caminhoneiros reclamam que a alíquota do imposto é de 12% em Estados vizinhos, como São Paulo e Paraná e o valor do frete tem defasagem de, pelo menos, dez anos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)