Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

01/03/2015 16:25

Caminhoneiros liberam MS-134 e continuam 9º dia de protesto na MS-276

Caroline Maldonado, Campo Grande News

Por volta das 11h de hoje (1º), os caminhoneiros liberaram o trecho na MS-134, entre Nova Andradina e o distrito de Casa Verde, a 300 quilômetros de Campo Grande. Porém, dando continuidade ao 9º dia de paralisação, eles estacionaram os veículos na MS-276, no km 01, entre Batayporã e Anaurilândia.

A previsão é suspender a paralisação as 18h, segundo o jornal Nova Notícias. Apenas veículos de passeio, ambulâncias, caminhões com carga viva e ônibus estão passando pelo local. No entanto, um motorista que falou com a reportagem disse que o movimento nacional cogita fechar completamente a passagem.

O protesto começou nas rodovias federais e migrou para as estaduais depois que a Justiça determinou o fim dos bloqueios, sob pena de multa de R$ 10 mil por hora, além de penalidades por infração de trânsito. Na sexta-feira (27), a PRF colocou a tropa de choque com 80 policiais de plantão na BR-163, saída para São Paulo, em Campo Grande, para cumprir decisão da Justiça.

Duas pessoas ficaram feridas em acidente na MS-156, na manhã de sábado (28), durante o protesto, em Dourados, a 233 quilômetros da Capital, segundo o jornal Dourados Agora. Conforme o Corpo de Bombeiros, um motorista, que não quis aderir à manifestação, manobrou o caminhão para fazer o retorno na rodovia e bateu em um carro.

A manifestação teve apoio de comerciantes de Dourados, que fecharam as portas por uma hora durante a tarde de sexta-feira (27). Os bloqueios ocorrem também em diversas estradas das regiões Nordeste, Sudeste, Centro-Oeste e Sul, neste domingo.

Protesto - As empresas de transporte e autônomos querem a redução do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) sobre o óleo diesel, de 17% para 12%; além do aumento do preço do frete, em Mato Grosso do Sul. Os caminhoneiros reclamam que a alíquota do imposto é de 12% em Estados vizinhos, como São Paulo e Paraná e o valor do frete tem defasagem de, pelo menos, dez anos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quarta, 23 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)