Cassilândia, Domingo, 20 de Maio de 2018

Últimas Notícias

04/03/2005 08:54

Câmara investigará mortes de crianças indígenas

Agência Câmara

O Plenário da Câmara aprovou ontem, durante a Ordem do Dia, a criação de uma comissão externa que investigará casos de morte por desnutrição entre índios no Centro-Oeste. As denúncias publicadas pela imprensa e que deram origem à Comissão referem-se à morte por desnutrição de seis crianças indígenas na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, e outras seis em Campinópolis, no Mato Grosso.
O caso de Dourados já ocupou os jornais diversas vezes. São 11 mil índios Guarani-Caioá vivendo há 50 anos desalojados de suas terras, que, segundo suas lideranças, foram ocupadas por agricultores. Sem terras para plantar, os Caioá vivem basicamente da ajuda do Governo Federal. A Funasa, órgão do Ministério da Saúde responsável pela saúde indígena, monitora atualmente 250 crianças entre os Caioá. Em Campinópolis, os atingidos são da nação Xavante.

Requerimentos
Para que fosse criada a Comissão, foram aprovados quatro requerimentos. Eles dividiam-se entre Dourados e Campinópolis, mas foram votados conjuntamente e deram origem a uma única comissão que investigará os dois casos. Os autores dos requerimentos foram os deputados Sarney Filho (PV-MA) e Geraldo Resende (PPS-MS), para Dourados; Rafael Guerra (PSDB-MG), para Campinópolis; e Perpétua Almeida (PCdoB-AC), que sugeria os dois estados.



Reportagem - Marcello Larcher e Carolina Nogueira
Edição - Wilson Silveira


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Sábado, 19 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)