Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

04/03/2005 08:54

Câmara investigará mortes de crianças indígenas

Agência Câmara

O Plenário da Câmara aprovou ontem, durante a Ordem do Dia, a criação de uma comissão externa que investigará casos de morte por desnutrição entre índios no Centro-Oeste. As denúncias publicadas pela imprensa e que deram origem à Comissão referem-se à morte por desnutrição de seis crianças indígenas na cidade de Dourados, no Mato Grosso do Sul, e outras seis em Campinópolis, no Mato Grosso.
O caso de Dourados já ocupou os jornais diversas vezes. São 11 mil índios Guarani-Caioá vivendo há 50 anos desalojados de suas terras, que, segundo suas lideranças, foram ocupadas por agricultores. Sem terras para plantar, os Caioá vivem basicamente da ajuda do Governo Federal. A Funasa, órgão do Ministério da Saúde responsável pela saúde indígena, monitora atualmente 250 crianças entre os Caioá. Em Campinópolis, os atingidos são da nação Xavante.

Requerimentos
Para que fosse criada a Comissão, foram aprovados quatro requerimentos. Eles dividiam-se entre Dourados e Campinópolis, mas foram votados conjuntamente e deram origem a uma única comissão que investigará os dois casos. Os autores dos requerimentos foram os deputados Sarney Filho (PV-MA) e Geraldo Resende (PPS-MS), para Dourados; Rafael Guerra (PSDB-MG), para Campinópolis; e Perpétua Almeida (PCdoB-AC), que sugeria os dois estados.



Reportagem - Marcello Larcher e Carolina Nogueira
Edição - Wilson Silveira


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)