Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/05/2006 07:20

Câmara aprova ação civil pública por defensoria

Agência Câmara

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou em caráter conclusivo o substitutivo do relator, deputado Luiz Antonio Fleury (PTB-SP), ao Projeto de Lei 5704/05, do Senado, que altera a Lei de Ação Civil Pública (Lei 7347/85). O substitutivo inclui a Defensoria Pública como parte legítima para propor ações civis públicas.
O relator argumenta que a Defensoria "desempenha importante papel na defesa dos cidadãos e na luta pela construção do Estado democrático de direito".

Uso partidário
Segundo a legislação vigente, a ação civil pública pode ser proposta pelo Ministério Público; pela União, estados, municípios; pelas autarquias, empresas públicas, fundações e sociedades de economia mista; e pelas associações voltadas à proteção ao meio ambiente, ao consumidor, à ordem econômica, à livre concorrência ou ao patrimônio artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico.
O projeto original do Senado era mais amplo: ele sugeria que as partes legítimas para propor a ação civil pública fossem o presidente da República; as Mesas da Câmara dos Deputados, do Senado, das Assembléias Legislativas estaduais, da Câmara Legislativa do Distrito Federal e das Câmaras Municipais, a partir de iniciativa de qualquer parlamentar; os governadores dos estados e do Distrito Federal; os prefeitos; a própria Defensoria Pública; e o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e suas seccionais.
O relator Luiz Antônio Fleury decidiu apenas incluir a Defensoria Pública na lei vigente. "Não há razões de ordem institucional ou jurídica para fundamentar as outras inclusões; pelo contrário, elas poderiam tornar o instrumento processual da ação civil pública bastante vulnerável ao uso político-partidário", argumentou.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)