Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

30/05/2008 16:00

Câmara adia votação de novo tributo para a saúde

Um acordo de lideranças na Câmara dos Deputados adiou para a próxima terça-feira (3/06) a votação do Projeto de Lei Complementar 306/08 que define os gastos com saúde. A base aliada quer que os parlamentares conheçam melhor a proposta de criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS) e, com isso, garantir maior apoio ao projeto. Ontem, a sessão do Plenário foi marcada por manifestações da oposição, que usou instrumentos regimentais para obstruir os trabalhos por quatro horas.



Mesmo com o adiamento da votação, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, está confiante e espera que o Legislativo encontre uma forma estruturada para o financiamento da rede de saúde pública. “O Legislativo tem autonomia para optar pelo melhor momento de votar. Acredito que os parlamentares encontrarão uma nova fórmula de recursos para a União”, disse.



A criação do novo tributo representará um acréscimo de R$ 10 bilhões no orçamento para a saúde. Caso seja aprovada pela Câmara e, posteriormente, pelo Senado, a contribuição incidirá sobre as movimentações financeiras, nos mesmos moldes da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), porém, com alíquota de 0,1%. A proposta isenta quem ganha até R$ 3.038,00 e passa a vigorar a partir de janeiro de 2009.



Os recursos provenientes da arrecadação serão destinados ao financiamento de uma série de ações do programa Mais Saúde: Direito de Todos. Os programas Saúde nas Escolas, Saúde da Família e Farmácia Popular poderão ampliar a cobertura de atendimentos. Na área de Planejamento Familiar, Atenção Básica e Prevenção, o Ministério da Saúde poderá aumentar a distribuição de contraceptivos, de medicamentos, o número de equipes e a oferta de procedimentos. A reestruturação e finalização de obras inacabadas de unidades de saúde também poderão ser realizadas com a aprovação da CSS.



A proposta ainda viabilizará a melhoria da gestão do Sistema Único de Saúde, em todos os níveis, com um elenco de medidas, tais como a recomposição gradual dos valores das tabelas de procedimentos do SUS e o aumento dos tetos financeiros dos Estados.



Fonte: Ministério da Saúde

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)