Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

30/05/2008 16:00

Câmara adia votação de novo tributo para a saúde

Um acordo de lideranças na Câmara dos Deputados adiou para a próxima terça-feira (3/06) a votação do Projeto de Lei Complementar 306/08 que define os gastos com saúde. A base aliada quer que os parlamentares conheçam melhor a proposta de criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS) e, com isso, garantir maior apoio ao projeto. Ontem, a sessão do Plenário foi marcada por manifestações da oposição, que usou instrumentos regimentais para obstruir os trabalhos por quatro horas.



Mesmo com o adiamento da votação, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, está confiante e espera que o Legislativo encontre uma forma estruturada para o financiamento da rede de saúde pública. “O Legislativo tem autonomia para optar pelo melhor momento de votar. Acredito que os parlamentares encontrarão uma nova fórmula de recursos para a União”, disse.



A criação do novo tributo representará um acréscimo de R$ 10 bilhões no orçamento para a saúde. Caso seja aprovada pela Câmara e, posteriormente, pelo Senado, a contribuição incidirá sobre as movimentações financeiras, nos mesmos moldes da CPMF (Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira), porém, com alíquota de 0,1%. A proposta isenta quem ganha até R$ 3.038,00 e passa a vigorar a partir de janeiro de 2009.



Os recursos provenientes da arrecadação serão destinados ao financiamento de uma série de ações do programa Mais Saúde: Direito de Todos. Os programas Saúde nas Escolas, Saúde da Família e Farmácia Popular poderão ampliar a cobertura de atendimentos. Na área de Planejamento Familiar, Atenção Básica e Prevenção, o Ministério da Saúde poderá aumentar a distribuição de contraceptivos, de medicamentos, o número de equipes e a oferta de procedimentos. A reestruturação e finalização de obras inacabadas de unidades de saúde também poderão ser realizadas com a aprovação da CSS.



A proposta ainda viabilizará a melhoria da gestão do Sistema Único de Saúde, em todos os níveis, com um elenco de medidas, tais como a recomposição gradual dos valores das tabelas de procedimentos do SUS e o aumento dos tetos financeiros dos Estados.



Fonte: Ministério da Saúde

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)