Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

27/04/2008 16:56

Brasil produzirá imunobiológicos com nova técnica

Agência Brasil

Brasília - O Instituto Butantan, centro de pesquisa biomédica vinculado à Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, começará a produzir, a partir de 2010, imunobiológicos a partir do fracionamento de plasma de sangue humano.

O Butantan é responsável pela produção de mais de 80% de vacinas e soros consumidos no Brasil. O governo estadual vai investir R$ 57 milhões para construir a Unidade de Processamento de Plasma, onde serão produzidos derivados do sangue como imunoglobulinas e albuminas. Hoje, esses procedimentos são realizados somente na Europa.


A fábrica será a primeira no mundo a produzir derivados do sangue a partir da técnica conhecida como cromatografia. O processo permite recuperar do plasma proteínas de interesse médico que antes eram descartadas pelo uso do álcool no processo tradicional. Algumas dessas proteínas podem ser usadas, por exemplo, no tratamento de bebês prematuros que precisam da substância conhecida como surfactante pulmonar, produzida normalmente nos pulmões humanos, mas que pode não ser produzida por bebês que nascem antes do previsto.

Atualmente, o plasma brasileiro é enviado para os Estados Unidos ou para a Europa, onde é processado em laboratórios especializados. Depois disso, o material volta para o país, onde, nos hospitais, é usado no tratamento de doenças que podem ser tratadas a partir de imunoglobulinas, como raiva e difteria.

O diretor do Instituto Butantan, Otávio Azevedo Mercadante, disse, em entrevista ao programa Revista Brasil da Rádio Nacional, que a unidade de plasma vai beneficiar o país, tanto do ponto de vista econômico como tecnológico.


“Nós vamos passar a ter um produto que vai economizar divisas, pois deixará de ser um produto importado. Além disso, a nossa fábrica vai permitir que possamos substituir essas importações por produto de qualidade e que será produzido a partir do plasma brasileiro", disse.


Está previsto também que a Unidade de Processamento de Plasma produza o suficiente para exportar. “A fábrica foi desenvolvida para exportar, por isso temos umas das mais avançadas tecnologias. Temos ainda profissionais que estudam o assunto há décadas e teremos um controle interno muito rigoroso”, afirmou o diretor.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)