Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/11/2004 15:49

Brasil : Em estudo a suspensão do embargo russo à carn

Marli Moreira / ABr

Técnicos russos e brasileiros estão atuando em conjunto para tentar chegar, nos próximos dias, a um acordo que permita a suspensão do embargo russo às carnes exportadas pelo Brasil. O governo russo decidiu pôr fim ao embargo da carne brasileira, mas parcialmente: a partir de hoje, voltará a importar carnes de frango, de suínos e de bovinos produzidas apenas em Santa Catarina.

Continua suspensa a compra da carne dos demais estados brasileiros. Os russos entendem que o fornecimento catarinense tem mais garantias, já que estado é considerado livre da febre aftosa, com controles tão rígidos que dispensam a necessidade de vacinação preventiva do gado – nas demais regiões produtoras do país o controle ainda exige campanhas de imunização.

A normalização das exportações para a Rússia dependerá do trabalho de uma comissão de veterinários brasileiros e russos, que há três meses avaliam a situação fitossanitária no Brasil. A expectativa é de uma resolução favorável ao Brasil ainda nos próximos dias, informou hoje o empresário Pratini de Moraes, presidente da Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec). A mesma estimativa foi feita pelo presidente do Comitê para o Fomento de Negócios Rússia-Brasil, Ara Abramian. Os dois concederam entrevista à imprensa para falar sobre a criação, hoje, de um conselho empresarial Brasil-Rússia. A abertura desse conselho antecede a visita do presidente russo, Vladimir Putin, prevista para o dia 21.

Pratini de Moraes defendeu a revisão das normas do contrato de exportação de carne, por considerá-las fora dos padrões internacionais e descabidas, no momento em que a Rússia está entrando para a Organização Mundial do Comércio (OMC). "É um absurdo o veto russo a todo tipo de carne, inclusive de frango, só por causa do surgimento de um foco de febre aftosa", avaliou ele, em referência ao fato de essa doença não atacar as aves. O empresário também lembrou que a decisão do embargo, no dia 20 de setembro, foi tomada após a notícia de um foco na região do Amazonas, que não faz parte da pauta de exportações.

Até setembro, o Brasil exportou para a Rússia US$ 1,160 bilhão e importou US$ 575 milhões. Do total vendido, 90% foram embarques de carne e o restante, principalmente açúcar, café e tabaco.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)