Cassilândia, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Últimas Notícias

25/10/2005 13:57

Brasil discute a mandioca em Mato Grosso do Sul

Famasul

Mato Grosso do Sul que tem todas as aptidões para produzir cada vez mais mandioca e explorá-la de inúmeras formas que gerem renda e emprego, vai sediar a partir de amanhã, terça-feira, dia 25, o XI Congresso Brasileiro da Mandioca. Será a oportunidade para que os produtores, futuros produtores, técnicos e autoridades do setor, possam aprofundar os debates na busca dos melhores caminhos que façam desse importante produto um fator de crescimento do setor produtivo sul-mato-grossense, tornando a mandioca uma opção comercial tão boa quanto tem sido a carne e a soja para a economia regional.

O congresso terá como tema “Ciência e tecnologia para a raiz do Brasil”, e é uma realização dos governos federal e estadual, em parceria com a Câmara Setorial da Mandioca e um pool de outros importantes parceiros.

O evento vai acontecer no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande, entre os dias 25 e 28 e a abertura está prevista para as 19 horas de amanhã.

Foi considerando a importância da cadeia produtiva da mandioca, especialmente para a agricultura familiar, os assentamentos e comunidades indígenas de Mato Grosso do Sul, que se decidiu realizar o congresso brasileiro em Campo Grande. Também foi levada em conta a posição de destaque que o Estado ocupa no cenário nacional – MS é o segundo maior produtor de fécula de mandioca do Brasil.

“Com a retomada deste congresso esperamos transformar esse encontro num fórum que venha discutir as políticas de desenvolvimento sustentável para o setor relativo ao mercado, assistência técnica, pesquisas e financiamento, atuando de forma direta na integração das políticas públicas, cooperativismo e estudo de novas parcerias”, destacou a presidente da comissão organizadora e superintendente de Ciência e Tecnologia, Sônia Maria Jin. O secretário-executivo do evento e coordenador da Câmara Setorial no Estado, Carlos Gonçalves também ressaltou que a realização do evento representa uma conquista haja vista que a gestão dessa Câmara serve de modelo para outras organizações no País.

Considerando a importância econômica da cadeia produtiva, pesquisadores, produtores rurais, técnicos, empresários, agentes financeiros, estudantes e toda sociedade interessada, serão beneficiados com uma ampla programação que abordará, durante os quatro dias do evento, assuntos de grande relevância para o setor. São 18 estandes de produtos, serviços e instituições do setor; exposição de máquinas e suplementos agrícolas; cinco mesas redondas; 10 conferências simultâneas e cerca de 150 trabalhos científicos do Brasil e da América Latina.

Conforme Carlos Gonçalves, entre os trabalhos a serem publicados nos anais do evento, a maior parte está relacionada a pesquisas em sistema de produção, que correspondem a 30% do total (veja box). “O elevado número de projetos apresentados nos surpreenderam afinal, na última edição do congresso, que aconteceu em Manaus (AM) em 1999, esse número foi bem inferior”, comenta o coordenador da Câmara estadual ao destacar a iniciativa do Governo do Estado em retomar a realização do congresso. Nas Américas, o Brasil é o maior produtor do continente, e o segundo produtor mundial superado apenas pela Nigéria.

Gonçalves também destaca os principais resultados obtidos pela atuação da Câmara e seus parceiros. Segundo os últimos dados do IBGE, a área plantada em 2003 foi superior a 30 mil hectares em Mato Grosso do Sul. Também no mesmo ano, os contratos de compra e venda possibilitaram o aumento do número de operações de crédito rural para 2.418 contratos, um montante de R$ 12,3 milhões. Treze fecularias aderiram ao sistema de parcerias, efetuando 1.552 contratos de compra e venda entre indústria e produtor, beneficiando, 32 municípios.

Autor:
Correio do Estado - Rural

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 30 de Março de 2017
Quarta, 29 de Março de 2017
20:34
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)