Cassilândia, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019

Últimas Notícias

19/06/2019 17:00

Boletim confirma morte de idoso e número de vítimas da gripe aumenta em MS

Campo Grande News

 

 

 

A SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgou, nesta quarta-feira (19), novo boletim epidemiológico da Influenza, a gripe A. Agora, além do bebê de 1 e 7 meses que faleceu na tarde de terça-feira (18) – morte que já havia sido confirmada pela coordenadora de epidemiologia da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) -, o documento cita a morte de um idoso de 76 anos em Campo Grande, que faleceu no dia 12.

Em uma semana, o número de mortes confirmadas passou de 17 para 24, um acréscimo de 41%. Até agora, há 117 casos confirmados de influenza no estado, 68 deles do vírus H1N1. Entre as novas mortes confirmadas até agora pela SES, consta, por exemplo, a de Antônio Onofre, de 59 anos, que vivia em Bonito – a 298 quilômetros da Capital -, mas estava internado no Hospital Universitário de Campo Grande. Ele faleceu em decorrência do vírus H1N1, variação que representa a maioria das mortes em Mato Grosso do Sul.

Além dele, nova vítima foi identificada em Três Lagoas, a 338 km de Campo Grande, um homem de 53 anos que faleceu em decorrência da Infuenza A H1N1 na sexta-feira (14). A cidade lidera o ranking de mortes pela doença, já são 6 óbitos confirmados. Em Aquidauana, também em decorrência do vírus H1N1, faleceu uma mulher de 45 anos. Naviraí também registrou a primeira vítima da doença, um homem de 62 anos.

Ainda permanece suspeita morte da manicure Júlia Nantes Oliveira, 40 anos, morreu na noite de segunda-feira (17), na UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Santa Mônica. Segundo a Sesau, ela deu entrada no CRS (Centro Regional de Saúde) Aero Rancho com sintomas de gripe e passou a ser medicada com Tamiflu (indicado para tratar H1N1 em casos graves). Na manhã do dia 17, Júlia foi transferida à UPA Santa Mônica, onde permaneceu em acompanhamento intensivo.

O bebê de 1 ano e 7 meses faleceu na Santa Casa em decorrência do vírus H1N1 na terça-feira (18). A criança não havia sido vacinada durante a Campanha Nacional deste ano. Ela foi internada inicialmente na UPA Coronel Antonino, onde permaneceu entre 23 e 28 de maio, conforme informações da Sesau.

Das 24 mortes confirmadas até agora, 21 ocorreram por contaminação com o vírus H1N1, uma pelo vírus H3N2 e as outras duas por um subtipo não identificado. No ano passado, 33 pessoas faleceram em decorrência da doença em Mato Grosso do Sul.

 

 

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 19 de Julho de 2019
Quinta, 18 de Julho de 2019
10:00
Receita do Dia
09:00
Santo do Dia
Quarta, 17 de Julho de 2019
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)