Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

16/05/2018 10:40

BC da Argentina passa por teste e consegue rolar dívida bilionária

Agência Brasil

O Banco Central da Argentina conseguiu rolar a dívida equivalente a 600 bilhões de pesos, que vencia nesta terça-feira (15), e com isso evitar uma saída de investimentos do país que enfrenta uma crise cambial. O dia foi considerado um teste para o governo de Mauricio Macri.

A dívida foi emitida em Letras do Banco Central Argentino, as Lebacs, os principais título usados para o financiamento da economia. Desde que o Tesouro dos Estados Unidos aumentou as taxas de juros, muitos dos que investiram nas Lebacs optaram por vender os títulos em pesos, comprar dólares e aplicá-los nos Estados Unidos ou em países mais estáveis. Se o Banco Central não tivesse refinanciado a dívida, milhares de dólares poderiam deixar o país - e a moeda norte-americana é usada como poupança na Argentina.

“A estratégia de bombeiro funcionou: o governo arrebentou a porta e conseguiu apagar o incêndio”, disse em entrevista à Agência Brasil, o economista Fausto Spotorno, da consultora Orlando Ferreres.

Para recuperar a confiança dos investidores, a Argentina começou a negociar, com o Fundo Monetário Internacional (FMI), uma linha de crédito.

Dólar
Apesar das medidas emergenciais, o dólar continuou a subir e chegou a operar a 25 pesos hoje, mas fechou o dia abaixo do valor. “Agora, o problema vai ser cortar os gastos, reduzir o déficit público e combater a inflação, que já é alta, e agora será mais ainda”, disse Spotorno.

Inflação
Nesta terça-feira, o Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec) informou que a inflação do país medida pelo Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu para 2,7% em abril e acumula alta de 9,6% desde o início deste ano. Na comparação com abril de 2017, os preços subiram 25,5% no mês passado. O aumento dos preços em abril se deve aos fortes aumentos dos preços regulados dos serviços públicos, conhecidos como "tarifaços" de água, eletricidade, gás e outros combustíveis. O ministro da Fazenda, Nicolas Dujovne, avisou que a inflação será maior, e o crescimento menor.

O próprio presidente Mauricio Macri disse hoje sobre a “angústia e preocupação” dos argentinos, que temem repetir a crise de 2001 – a mais séria enfrentada recentemente. Mas garantiu que o país está longe disso.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)