Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/03/2004 16:43

Autorizada exportação de produtos vegetais compactados

Cristina Guimarães/ABr

O Brasil já pode exportar briquetes, resíduos ou pó de serragem e de cascas vegetais compactados. A exportação do produto foi autorizada pelo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), que publicou as normas em Instrução Normativa. De acordo com o Ibama, a liberação é uma reivindicação antiga da indústria madeireira e foi autorizada pela Câmara de Exportação (Camex).

O briquete é produzido por algumas empresas no país. É utilizado, por exemplo, em fornos de indústrias, substituindo aos poucos o uso de lenha. Segundo o Ibama, a lenha é um material heterogêneo que provém de diversas espécies de madeira com forma variável e teor de umidade geralmente elevada. Enquanto o briquete apresenta forma regular, umidade aproximada de 8% e constituição homogeneizada pelo processo de compactação.

Há cerca de um ano, a Comunidade Econômica Européia vinha negociando com o Brasil, por meio do Laboratório de Produtos Florestais do Ibama, a compra de tecnologia para geração de energia limpa proveniente da biomassa, como os briquetes.

O processo de fabricação do briquete foi desenvolvido pelo pesquisador do Laboratório de Produtos Florestais do Ibama, Waldir Quirino. A idéia de Quirino teve como base procurar a valorização energética dos resíduos que muitas vezes apodrecem sem utilidade. Ele explica que trinta quilos de briquetes são suficientes para iluminar com energia limpa uma residência que consome 100 kWh/mês de luz elétrica de fonte hidráulica.

Além da possibilidade de trazer divisas para o país com a exportação, o briquete é ambientalmente aceito por conter resíduos que não serão incinerados. Dados do Ibama mostram que o briquete tem o poder calorífico superior 1,33 vezes à lenha e rendimento energético superior em até 50%.

De acordo com o Ibama, para a exportação do briquete é necessária a autorização do órgão, por meio de um despacho de exportação, expedido 48 horas antes do embarque, com vistas à inspeção e liberação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)