Cassilândia, Domingo, 26 de Março de 2017

Últimas Notícias

26/03/2008 08:32

Artigo: A célula-tronco, a ética e a vída

Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves

Trava-se, no Supremo Tribunal Federal, uma das maiores disputas entre a ciência, a religião, a ética e o direito. A Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 3510 proposta pelo ex-procurador geral da República, Cláudio Fonteles, de orientação católica, pretende impedir as pesquisas com células-tronco embrionárias, previstas pelo artigo 5º da Lei de Biosegurança, em vigor desde 2005. A comunidade científica protesta e enumera os incontestáveis benefícios que a técnica trará às pessoas, na medida em que pode salvar vidas ao regenerar tecidos e órgãos doentes, diminuindo o sofrimento e oferecendo novos horizontes aos portadores de males hoje incuráveis.

Para Fonteles, a pesquisa afronta os artigos 1º e 5º da Constituição, no que tratam do direito à vida e da dignidade da pessoa humana. Os cientistas argumentam que a vida humana não começa na concepção (como defendem as correntes religiosas) mas na gestação ou no nascimento com vida, sendo o embrião e as células apenas “uma vida vegetal que se antecipa à do cérebro”. Todos, muito ilustrados, dão contornos de veracidade e convencimento ao que dizem.

Dois ministros já votaram pelas pesquisas e outros sinalizaram favoravelmente. Mas um, católico, pediu vistas do processo e atrasa a votação. É a mais alta corte de justiça do país em grande polêmica, tamanha a importância e complexidade do tema.

Independente de sua orientação – religiosa ou científica – os ministros deparam com a tarefa de decidir juridicamente uma questão fundamental: quando começa a vida. Se no momento da junção do espermatozóide ao óvulo e constituição do embrião fornecedor da célula-tronco; se em algum tempo da gestação, ou depois. Existem opiniões – todas muito bem fundamentadas – para todo gosto e posição. No entanto, jamais se pode perder de vista o aspecto ético e as possibilidades de desvio do verdadeiro objetivo que nos norteia, o respeito à vida.. Se a Justiça fechar as portas para a pesquisa, frustrará possibilidades de cura. Por outro lado, se abrir sem as devidas cautelas, poderá institucionalizar a preservação de uma vida à custa de outra que ainda nem aflorou ou – pior – a morte de vidas já consolidadas. Pode-se, em nome da ciência, chegar até à arbitrária e inaceitável possibilidade de comercialização de órgãos ou transferência inter-vivos.

Para a segurança e o bem-estar coletivo, espera-se muita serenidade e desengajamento dos julgadores, além de profundo estudo e reflexão de todas as forças da comunidade que possam contribuir para o encontro natural do almejado ponto de equilíbrio. Não podemos rejeitar o avanço científico e tecnológico, mas tudo deve objetivar exclusivamente a preservação da vida, nosso bem maior, não o seu fim. O homem nunca poderá ser comparado a um "rato de laboratório" e seus órgãos a mercadorias vendáveis...



Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves – dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 26 de Março de 2017
Sábado, 25 de Março de 2017
21:10
Cassilândia
15:01
Curiosidade
10:00
Receita do dia
06:20
Loterias
06:18
Loterias
Sexta, 24 de Março de 2017
23:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)