Cassilândia, Quinta-feira, 23 de Maio de 2019

Últimas Notícias

27/12/2018 14:00

Argentina sequestrada na adolescência é libertada 32 anos depois na Bolívia

Correio do Estado

 

Uma mulher argentina sequestrada na década de 1980 por traficantes de humanos reencontrou no sábado (22) a família, após 32 anos desaparecida. As informações são da 'BBC'.

De acordo com o jornal argentino "Clarín", a vítima - que não teve o nome revelado - foi resgatada na cidade de Bermejo, no sul da Bolívia, em uma operação conjunta das autoridades argentinas e bolivianas.

Ela foi encontrada pela polícia junto ao filho, que teria entre 9 e 13 anos.

"Eles viviam como escravos, em condições extremamente precárias no fundo de uma garagem em que eram mantidos trancados com cadeado duplo, sem documentos", diz um trecho da reportagem.

Ambos estavam abaixo do peso ideal, principalmente a mulher.

A vítima, que hoje tem 45 anos, desapareceu quando era adolescente. E, segundo o "Clarín", foi levada para um prostíbulo na Bolívia por uma rede de tráfico de seres humanos.

"Quando tinha 13 anos, ela foi levada de Mar del Plata [sua cidade natal, na Argentina] para a Bolívia, com promessas de trabalho e bem-estar."

Ainda de acordo com o jornal, a vítima foi enganada por um boliviano de cerca de 50 anos que namorava sua irmã mais velha - e também foi levada para o prostíbulo-, mas conseguiu fugir três meses depois.

Ao regressar, ela denunciou o caso, mas não soube indicar o local exato do cativeiro, onde sua irmã ainda estava.

O paradeiro dela era desconhecido até o início deste ano, quando as autoridades receberam uma denúncia anônima indicando que ela estaria na cidade boliviana de Bermejo, perto da fronteira com a Argentina.

"Ela disse às autoridades bolivianas que queria voltar para a Argentina com seu filho, mas que a mulher para quem trabalhava não permitia e retinha os documentos de ambos", explica o artigo do "Clarín".

Agora a mulher está reunida com a família em Mar del Plata, sua cidade natal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 23 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
Quarta, 22 de Maio de 2019
10:00
Receita do Dia
09:21
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)