Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/03/2012 07:56

Arco-Íris é a cidade com melhor desempenho em saúde pública do país

Elaine Patricia Cruz, Agência Brasil

São Paulo - O sistema público de saúde na pequena cidade de Arco-Íris, distante cerca de 440 quilômetros da capital paulista e com pouco mais de 2 mil habitantes, é o melhor do país. De acordo com o Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde, anunciado hoje (1º) pelo Ministério da Saúde, o serviço público de saúde da cidade atingiu 8,38 pontos, acima da meta mínima do ministério, estipulada em 7. A cidade lidera o ranking do Grupo 5, seguida por Pinhal (RS), com 8,22 pontos.

A segunda melhor cidade paulista da lista é Barueri, na região metropolitana de São Paulo. Barueri atingiu 8,22 pontos no grupo 2, também acima da meta mínima estabelecida pelo ministério.

No grupo 1, que reúne os 29 municípios com melhor renda e infraestrutura de atendimento, a cidade paulista com melhor posição é Ribeirão Preto, distante 313 quilômetros da capital. Ribeirão Preto atingiu 6,69 pontos, abaixo da média 7 estipulada pelo Ministério, mas ocupando a terceira posição entre os municípios brasileiros com melhor sistema de saúde público do grupo 1.

“Estamos orgulhosos, mas ainda não satisfeitos. Há sempre o que melhorar”, disse Stenio Miranda, secretário de Saúde de Ribeirão Preto. Segundo ele, o principal fator que levou a cidade a aparecer entre as primeiras do estado é a prioridade do município para a rede de atenção básica de saúde que atende até os bairros mais distantes. Outro fator positivo, destacou, é que a cidade tem uma estrutura completa de serviços na área de saúde, desde vacinação até transplantes. Já entre os problemas que ainda precisam ser melhorados estão, de acordo com o secretário, a internação para pessoas que sofrem de doença mental e o atendimento para dependentes químicos.

Para calcular o desempenho do SUS em cada cidade do país, os técnicos dividiram os municípios em seis grupos, dependendo da condição econômica e da estrutura de saúde disponível (hospital, posto de saúde, laboratório).

O Grupo 1 reúne os 29 municípios com melhor renda e infraestrutura de atendimento, com população total de 46 milhões de pessoas. No topo dessa lista aparece a capital do Espírito Santo, Vitória, com nota 7,08, seguida por Curitiba e Ribeirão Preto. Nesse grupo, a cidade de Santos, no litoral paulista, aparece entre as dez cidades com pior desempenho.

Procurada pela Agência Brasil, a Secretaria Municipal de Saúde de Santos disse que seus técnicos ainda vão analisar os dados que foram divulgados pelo Ministério da Saúde para só então se manifestar sobre o assunto.

No Grupo 2, a cidade de Barueri lidera o ranking entre os municípios brasileiros com melhor desempenho, seguida por Chapecó (SC) e Muriaé (MG).

No outro extremo, o grupo 6 é formado por cidades que não têm estrutura de serviços especializados, como um hospital ou pronto-socorro, e população de até 23,3 mil de habitantes. A maioria dos municípios brasileiros (2.183) está nesse grupo. Fernandes Pinheiro, no Paraná, com 5.932 habitantes, obteve a melhor nota (7,76) do grupo.

Também procurada pela Agência Brasil, a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo disse que “desconhece a metodologia que foi empregada no índice”. Já a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo disse que não vai se pronunciar sobre o índice.



Edição: Rivadavia Severo

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)