Cassilândia, Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Últimas Notícias

12/05/2005 09:07

Aprovada na CCJ pergunta para referendo sobre armas

Agência Câmara

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) aprovou hoje o Projeto de Decreto Legislativo 1274/04, que define a pergunta para o referendo sobre o comércio de armas no País, previsto no Estatuto do Desarmamento.
O relator do projeto, deputado João Paulo Cunha (PT-SP), manteve o texto aprovado pelo Senado, com a pergunta "O comércio de armas de fogo e munição deve ser proibido no Brasil?". Também permanece o primeiro domingo de outubro para a realização da consulta, previsto no texto do Senado. "Não tem como você ser contra consultar o povo. Se você tem segurança na sua tese, apresente-a. O povo vai dizer se você está certo ou errado", disse.

Sem mudanças
João Paulo Cunha havia modificado no texto a data da consulta popular, de 2 de outubro para qualquer domingo de outubro, com receio de que não houvesse tempo para o referendo. No entanto, temendo que a modificação levasse novamente o projeto ao Senado, retirou a emenda. A data prevista continua sendo o dia 2 de outubro.
Os críticos do projeto argumentaram que a consulta popular terá um custo alto demais, em torno de R$ 250 milhões, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Os defensores da idéia, no entanto, rebatem com as estatística: o País gasta por ano R$ 140 milhões só com tratamento para os feridos a bala.
Agora, o projeto que regulamenta o referendo seguirá para votação em Plenário. O presidente da Câmara, Severino Cavalcanti, já anunciou que vai dar prioridade ao projeto assim que a pauta estiver desobstruída.


Reportagem - Paula Bittar e Ariadne Oliveira
Edição - Noéli Nobre


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 22 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Segunda, 21 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Domingo, 20 de Maio de 2018
15:18
Cassilândia/Itajá
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)