Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

11/11/2009 06:46

Apagão durou 2h na Capital e atinge todo o Estado

Campo Grande News

Depois de duas horas, a energia começou a ser restabelecida na maioria dos bairros de Campo Grande. Os primeiros locais onde a luz voltou foram na área central da cidade.

Só há alguns minutos o problema acabou na região do Carandá Bosque e Parque dos Poderes, mas ainda continua em bairros como Vila Bandeirantes, Universitário e alguns trechos da avenida Afonso Pena.

Até a Santa Casa de Campo Grande ficou no escuro nesta noite. O gerador foi ativado, mas a energia ficou reservada aos setores de emergência, como Pronto Socorro, CTI (Centro de Terapia Intensiva) e centro cirúrgico.

No Shopping Campo Grande, o maior da cidade, as lojas fecharam meia hora mais cedo. No hipermercado Comper da Mato Grosso, os clientes também foram surpreendidos com o apagão por volta das 21 horas.

Nas principais avenidas da Capital, os semáforos apagados provocaram tumulto no trânsito.

Em bares e restaurantes, a solução foi apelar para luz de velas, cena vista ao longo da avenida Afonso Pena, que concentra a vida noturna da Capital.

Célio Pereira Dias, do bairro Vida Nova, conta via e-mail à redação do Campo Grande News que a solução encontrada pelos vizinhos foi sair às ruas para conversar, até que tudo voltasse ao normal.

Mesma alternativa foi adotada no São Francisco. “Com o calor que faz em Campo Grande e ventilador desligado, o negócio é tomar ar fresco com a cadeira na calçada, sem esquentar a cabeça”, recomenda o eletricista Paulo Silveira.

Tumulto - No cruzamento da rua Bahia, com a Afonso Pena, carros se arriscaram para seguir, diante dos semáforos desligados. "Em Campo Grande é assim, ventou e o sinal desliga", reclamava a dentista Soraya Verducke.

No ponto do transporte coletivo na Afonso Pena, quase na esquina com a rua Alagoas, o atendente de loja de celular, Gilmar Trindade "agradeceu" ao apagão. "Pelo menos vou para casa mais cedo".

Em ruas como a Ceará, as únicas luzes vistas eram as dos carros, assim como nos altos da avenida Mato Grosso.

O problema foi sentido em maior ou menor escala em todas as regiões do Estado. Em cidades como São Gabriel do Oeste, Coxim, Amambai, Corumbá, Ponta Porã, Rio Verde, o apagão foi geral.

Em Dourados, a segunda maior cidade do Estado, a interrupção no fornecimento durou menos de meia hora.

Também na região sul, em Amambai o problema durou 15 minutos e em Iguatemi houve apenas queda rápida de energia.

Três Lagoas também ficou no escuro deste às 21h30, o que durou por cerca de uma hora. Policiais militares ficaram em rondas pela cidade para evitar roubos ou furtos. Ao contrário de 73 municípios do Estado, Três Lagoas não é cliente da Enersul, é abastecida pela Elektro, que também depende de hidrelétrica Itaipú.

No Brasil, informações atualizadas são de que o blecaute atingiu Acre, Pernambuco, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Rondônia, Roraima e o Distrito Federal. O impacto foi sentido, inclusive no Paraguai.

Pane - O Ministério de Minas e Energia alega motivo ligado à fatores atmosféricos, mas já se sabe que a pane ocorreu na hidrelétrica de Itaipu, a maior do Brasil.

É possível que um temporal tenha provocado o desligamento da usina, em consequência, pelo regime interligado, outras linhas deixaram de funcionar, informou o Ministério, ressaltando que o Estado do Rio de Janeiro foi o mais prejudicado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)