Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/10/2011 09:21

André diz que exame antidoping afasta professor maconheiro de escola

Campo Grande News/ Edmir Conceição e Paula Maciulevicius

O governador André Puccinelli disse que não vai retirar do concurso para professores a exigência do exame antidoping (toxicológico) para detecção de uso de maconha e cocaína. “Nós não vamos retirar isso do concurso. Não quero professor maconheiro, nem cocaineiro. Eles vão ter que fazer como está no edital”, comentou.

O concurso para contratar 545 professores da rede estadual de ensino em Mato Grosso do Sul, que abriu inscrições no dia 26, trouxe de volta a exigência de teste toxicológico para maconha e cocaína. O teste, segundo o edital, deve fazer parte dos exames apresentados pelos candidatos aprovados, na fase de posse nos cargos.

No ano passado, o Governo do Estado já havia feito essa exigência, quando convocou 145 candidatos de um concurso feito anteriormente, mas acabou desistindo, após manifestações contrárias das entidades que representam os professores e do CDDH (Centro de Defesa dos Direitos Humanos). A exigência dos exames tem feito parte de outros processos seletivos, como o que está em cargo para o Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Neste novo concurso para professor, entretanto, não há objeção, segundo a secretária de Educação, Nilene Badeca. “É importante e esse exame é muito bem aceito pela população. É para a segurança dos próprios pais e alunos que sabe da exigência do governo na contratação de quem vai ensinar os filhos deles”, disse Badeca.

De acordo com a secretária de Educação, não há também nenhuma reação contrária por parte da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação). “A Fetems não colocou oposição nenhuma, sentaram para discutir o edital ponto a ponto com a secretaria de administração do governo. Eles queriam ter conhecimento, participação no edital e não levantaram nenhum questionamento, uma vez feito isso, entende-se que foi acordado”, afirmou. O secretário de Finanças da Fetems, Jaime Teixeira, porém, informou que a área jurídica da entidade sindical está analisando o assunto.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)