Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

14/02/2014 14:15

Amplavisão: "Londres, vice de Delcídio?"

Manoel Afonso

CALMA Escolher qual rumo tomar numa eleição não é como escolher o destino das férias. É coisa séria; implica em consequências incomensuráveis. Portanto não se deixe levar pelas aparências e alguns fatos expostos no dia a dia da mídia.

ATENÇÃO: Algumas datas devem ser observadas no contexto eleitoral e que ditarão o movimento das forças políticas envolvidas no processo. Por esse calendário, o jogo está zerado, ninguém é de ninguém oficialmente. Só flertes e acenos.

A PRIMEIRA data significativa é de 5 de Abril, quando André anunciará sua decisão de concorrer ou não ao Senado. Esse fato será o divisor de águas do processo, pois disso dependem várias candidaturas, composições e coligações partidárias.

ANUNCIADA a decisão pelo governador, estarão abertas as portas, janelas e porteiras partidárias até as respectivas convenções – entre 15 a 30 de junho. Teremos assim quase 3 meses, (a contar de 5 de abril) para se definir os rumos e nomes.

EFERVESCENTE Assim deve ser chamado esse período onde realmente candidaturas e coligações serão sacramentadas – antes nos bastidores - e depois nas convenções, cujo registro da ata poderá ocorrer até 5 de julho na Justiça Eleitoral.

DETALHE Esse prazo entre a realização da convenção e a efetiva entrega para registro da ata na Justiça Eleitoral é valiosa, pois é usado para os últimos ajustes na escolha de nomes. Até última hora tudo pode acontecer. Se pode!

EVIDENTE que os políticos já trabalham com perspectivas e sinalizam vontades nem sempre viáveis – quer pelas resoluções partidárias nacionais ou pela falta de ambiente receptivo, também visto como incoerente aos olhos da opinião pública.

PERSONAGENS: André, Delcídio, Nelsinho, Londres, Schimidt, Murilo e Azambuja compõem o cenário. Uns com maior, outros com menor peso, dependendo do caminho escolhido, serão os fieis da balança, beneficiados ou prejudicados.

ANDRÉ O mais tranquilo dos candidatos ao senado. Com o anunciado apoio a Dilma, independentemente da candidatura de Nelsinho, pode liberar inclusive Giroto para vice de Delcídio, tendo-se em vista que o PR é aliado do PT em nível nacional.

LONDRES Poderia ser ele o vice de Delcídio. Experiente, transita bem no Cone Sul, voz presente em Dourados e sem rejeição com a ala de Zeca do PT. Teria papel de articulador político para agregar forças e aparar arestas no governo.

SCHIMIDT Ainda espera pela resposta do juiz Odilon para que seja o candidato ao governo pelo PDT. Mas Dagoberto diz publicamente que está comprometido com André. A previsão é que o PDT deva ser apenas acompanhante.

MURILO Agregaria a região Sul que sonha em eleger um governador? Surpreendeu como candidato ao Senado: perdeu em Dourados, bateu Moka na capital. Pode se juntar a Azambuja e construir o palanque local de Eduardo Campos e Aécio.

AZAMBUJA Impedido de juntar-se ao PT poderia se unir a Nelsinho ou até a Murilo pregando a renovação. A ideia é interessante com respaldo no que se desenha em nível nacional pelo PSDB e PSB. Dois caminhos perfeitamente viáveis.

A PROPÓSITO Selada a aliança Murilo e Azambuja, a candidatura de Londres como vice de Delcídio ganharia força, pois iria se contrapor à essa chapa exatamente na sua base mais forte situada na Grande Dourados e o Cone Sul. Concorda?

NELSINHO O vexame de Bernal passa a ajudá-lo diante das comparações inevitáveis. Tem a seu favor o bom desempenho do PMDB nas eleições estaduais, mas precisa se aproximar mais de André, dos deputados, prefeitos e vereadores.

DELCÍDIO Só ele pode salvar o PT da derrota. Mas precisa atrair partidos com eleitores de outro perfil e ao mesmo tempo distanciar-se de Bernal, que ficou leproso politicamente - hoje uma figura desinteressante para qualquer candidato.

QUESTÕES: As alterações no cenário político, social e financeiro refletirão até que ponto na sucessão estadual? A contundência e indignação de Aécio e Eduardo Campos podem radicalizar e transformar as eleições em plebiscito anti-PT?

ACUADO Embora no poder, o PT sofre desgastes de toda ordem. A condenação dos mensaleiros inibiu o discurso da moralidade e as comparações entre os gastos da Copa e a carência na Saúde e em outras áreas prioritárias serão inevitáveis.

CRÍTICAS De todos os nomes, apenas Azambuja criticaria o Planalto de forma mais contundente. Mas teria o escopo para transmitir e convencer? Nessa hora valem a experiência, o carisma, a imagem, o discurso e o embasamento cultural.

GASTOS Nem todos os leitores tem ideia do custo de uma candidatura. Não se faz uma campanha para a AL com menos de R$2 milhões e estima-se em R$10 milhões o valor para chegar a Câmara Federal. Para o Senado então, uma loucura.

‘MISTÉRIO’ É velho o ditado: “dinheiro de colchão não ganha eleição”. Os políticos profissionais não admitem gastar recursos do patrimônio pessoal e se viram para captar recursos junto a empresas beneficiadas por suas ações administrativas.

PERGUNTAS no saguão da Assembleia Legislativa: “ Será que Murilo estaria disposto a gastar parte de seu admirável patrimônio, a exemplo de Azambuja com suas fazendas de soja?” Os mais íntimos de ambos juram: jamais!

“Eu quase de nada sei. Mas desconfio de muita coisa.” (Guimarães Rosa)

Ótima a Coluna Ampla Visão desta semana! Parabéns ao articulista Manoel Afonso, pela desenvoltura como aborda o tema eleições 2.014. Gostei Muitíssimo!!!
 
Luizinho Tenório em 14/02/2014 23:41:45
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)