Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/03/2016 11:00

Alho consumido frito tem maior capacidade de combater radicais livres

Educação Física.org

 

O consumo de alho costuma ser recomendado por médicos por promover ação antimicrobiana, efeitos antivirais, atividades imunológicas, anticancerígenas e antioxidante. O que se sabe a partir de agora é que se estiver frito, melhor será sua atividade antioxidante. Na Faculdade de Saúde Pública (FSP) da USP, experimentos in vitro mostraram que a hortaliça preparada desta forma tem maior capacidade de combater os radicais livres

Em sua pesquisa de mestrado, a nutricionista Yara Severino de Queiroz queria determinar os compostos fenólicos totais, aqueles responsáveis pela ação antioxidante do alho in natura (Allium sativum) e em seus produtos comercializados. “O objetivo era avaliar sua atividade antioxidante”, conta. Além disso, ela buscava também analisar o impacto dos aditivos adicionados aos produtos (substâncias como ácido cítrico, metabisulfito de sódio e benzoato de sódio) sobre a atividade antioxidante.

A pesquisadora produziu extratos (de concentração de 1 miligrama por mililitro [mg/ml]) de alho in natura e seus produtos, ou seja: alho picado sem sal, picado com sal (na porcentagem de 2%), frito com óleo de soja vegetal e gordura hidrogenada, e misto (mistura de in natura com alho desidratado picado). A partir disso, submeteu os extratos das amostras a três testes de atividade antioxidante e também analisou a vida de prateleira em três momentos distintos.

Potencial do alho frito

“O alho frito foi o produto que apresentou melhor atividade antioxidante para todos os testes”, descreve Yara. “Em um dos testes, que utiliza o ensaio DPPH, o alho frito demonstrou capacidade de captação de até 65,9% dos radicais livres, enquanto o alho in natura apresentou apenas 21,7%”. Ela afirma que esse resultado está possivelmente relacionado ao maior teor de fenólicos apresentado pelo alho frito.

No decorrer da vida em prateleira, Yara observou que “a atividade antioxidante de quase todos os produtos diminuiu, sendo que somente o alho in natura a manteve”. Além disso, os resultados também demonstraram que os produtos com aditivos tiveram melhor atividade antioxidante, apesar de apresentar menor teor de fenólicos totais.

“Este estudo reforçou o potencial antioxidante do alho, portanto, o seu consumo pode ser recomendado como parte de uma dieta saudável”, diz a pesquisadora. “No entanto, é importante ressaltar que foi um trabalho feito in vitro, não em sistemas in vivo, seja em modelo animal ou intervenção clínica com humanos. Novos estudos se fazem necessários para verificar se os mesmos resultados se reproduzem em humanos”.

Texto:

Vanessa Portes / Agência USP

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)