Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/01/2008 15:22

Alencar recebe alta e diz que Brasil deve ficar atento

Marli Moreira /ABr

São Paulo - O vice-presidente José Alencar, de 76 anos, deixou o Hospital Sírio-Libanês hoje (27) às 12h40, após passar mais três dias internado para uma nova sessão de quimioterapia. Demonstrando boa disposição, ele informou que está sentindo bem, mas que “o tratamento continua”. Daqui a três semanas, ele terá de se submeter a mais uma etapa do tratamento contra o tumor cancerígeno na região do abdômen.

Ao sair do hospital, informou que iria viajar em seguida para Brasília, onde tem uma reunião amanhã (28) com coordenação política do governo. Essa foi a terceira vez que Alencar é internado na luta contra a doença, só neste ano. O vice-presidente passou por seis cirurgias e, de 3 a 6 de janeiro, realizou uma sessão de quimioterapia. Em razão dos efeitos colaterais, teve de retornar ao Sírio-Libanês no último dia 12, permanecendo por uma semana.

Questionado sobre a declaração do presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, que ontem (26) manifestou preocupação em torno da crise econômica dos Estados Unidos, Alencar manifestou confiança na economia brasileira. O vice-presidente, no entanto, alegou que o país precisa estar atento. “O Brasil está em condições muito boas como nunca teve para enfrentar essa crise. Agora é claro que, nem por isso, devemos ficar de braços cruzados, temos de estar atentos”, comentou.

Durante o Fórum Mundial Econômico, em Davos, Suíça, Meirelles afirmou que o Brasil está estudando medidas adicionais para reforçar a proteção do país contra a turbulência provocada pela crise na economia norte-americana.

Alencar evitou ainda fazer uma avaliação sobre as denúncias contra o empresário Edison Lobão Filho, filho do ministro das Minas e Energia, Edson Lobão, e que assumirá a vaga deixada pelo pai no Senado. Ele, no entanto, defendeu investigações sobre o caso. “Sempre fui a favor de que qualquer denúncia seja investigada com rigor. Eu não tenho o costume de julgar um pessoa culpada a priori porque até prova em contrário as pessoas são honestas”, disse.

Lobão Filho é acusado de ter usado "laranjas" e de ser sócio oculto de uma distribuidora de bebidas no Maranhão que teria sonegado R$ 42 milhões nos últimos oito anos. Ele também teria se envolvido em irregularidades no funcionamento de uma emissora clandestina de televisão no interior do estado.

Em relação ao ministro de Minas e Energia, Alencar disse que tem "boa impressão" de Edison Lobão, de quem foi colega no Senado. “Ele [o ministro] tem tido muito apoio de seu estado”, afirmou o vice-presidente.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)