Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/06/2007 18:19

Águia perde por 3x1, mas fatura o título do Estadual

Humberto Marques/Campo Grande News

O Águia Negra conquistou o título de Campeão Sul-mato-grossense de 2007 neste domingo (24 de junho) diante de sua torcida, no Ninho da Águia, em Rio Brilhante. A partida disputada contra o Cene terminou com o placar de 3x1 favorável ao Furacão Amarelo. Porém, o Rubro-negro havia vencido o primeiro jogo da decisão em Campo Grande, também por 3x1, e jogava com a vantagem do empate – por ter melhor campanha durante o torneio – ficou com o caneco.

“É um momento de muita alegria. Temos de agradecer ao público, ao prefeito [Donato Lopes], a diretoria que me convidou e valorizou o nosso trabalho, dando condições de chegarmos ao título. E, claro, ao grupo de atletas e a nossa comissão técnica. Estamos de parabéns”, afirmou Eloi Kruger, técnico do Águia, que ficará marcado como o treinador que levou o clube ao seu primeiro título estadual.

Entre os jogadores, logo após o apito final, o momento foi de festa. “Mostramos que tínhamos capacidade de chegar à final e conquistamos o título”, resumiu o meia Cacau. Já o capitão Dininho ressaltou que “desde que chegamos a Rio Brilhante era nosso projeto deixar o clube na Série C e na Copa do Brasil, e claro, ser campeão de Mato Grosso do Sul”.

Quem esperava um passeio do Águia em casa acabou se surpreendendo com o que viu em campo. Nos minutos iniciais, parecia que a partida seria disputada lance a lance. Mas, com o tempo, o Rubro-negro se apresentou nervoso, errando toques principalmente na área defensiva. O Cene, por sua vez, levava perigos nos contra-ataques. E, aos 18 minutos, o time campo-grandense abriu o marcador com Ricardo Lobo, aproveitando cruzamento de Kim.

Nem foi possível para o time da casa se recuperar do susto. Dois minutos depois, o cenista Julio Cezar invadiu a área do Águia e foi derrubado pelo meia Dininho, capitão do Rubro-negro. O árbitro Elvécio Zequetto assinalou a penalidade, convertida pelo Kim. O 2x0 logo no início do jogo não era concebido por nenhum dos quase seis mil torcedores que lotaram o Ninho da Águia.

A pressão da torcida parecia ser mais sentida pelo Águia Negra, que pecava na marcação, especialmente no setor defensivo. Porém, o time ainda tentou buscar forças para pressionar o Cene. Aos 31 minutos, Memé cobrou falta na trave do goleiro Ronaldo, e no rebote, Belchior chutou contra as metas do Furacão Amarelo, para nova defesa do goleiro cenista.

O lance animou o Águia, que passou a arriscar mais e em determinado momento equilibrou a disputa. Até que Rincón foi travado em um lance na área, sendo assinalado escanteio. Na cobrança, aos 41 minutos, o zagueiro Carlão escorou para as redes, marcando o gol do Águia Negra, que foi para a etapa final mais aliviado com o resultado.

Aos três minutos da etapa final, o Águia perdeu a chance de se aliviar na partida. Hudson foi derrubado na área, e Zequetto marcou o pênalti. Na cobrança, João Alfredo foi mal na bola, facilitando o trabalho de Ronaldo. A partida se tornou travada, com os times se revezando no ataque.

Aos 40 minutos, o Cene sofreu um duro golpe, ao perder o capitão Robson, expulso. E viu, aos 45 minutos, o meia Memé acertar bola na trave, quase significando um gol do Águia. Mas o Furacão Amarelo ainda encontrou forças para marcar nos acréscimos, com César. A essa altura, os reservas do Rubro-negro já pediam o fim da partida, decretado logo depois por Elvécio Zequetto, e que resultou em uma grande festa no Ninho da Águia. (Com informações da Rádio Kativa FM, de Rio Brilhante)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)