Cassilândia, Quarta-feira, 19 de Setembro de 2018

Últimas Notícias

13/03/2018 07:10

Agências dos Correios reabrem nesta terça-feira após fim da greve em MS

Adriano Fernandes, Campo Grande News

Os servidores dos Correios voltam a trabalhar normalmente nesta terça-feira (13) pelo Estado. Os trabalhadores chegaram a um consenso, durante assembleia na sede do Sintect-MS (Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Mato Grosso do Sul), realizada no final desta tarde (12) em Campo Grande.

“Eles voltam ao trabalho, enquanto aguardam uma decisão da Federação Nacional da categoria”, se posicionou o sindicato, por meio de assessoria de imprensa. O fim da greve em MS foi decidido depois que Tribunal Superior do Trabalho (TST) decidiu, que os empregados dos Correios e seus dependentes é quem deverão pagar mensalidade para manter os planos de saúde.
A greve continua em outros estados mas ainda conforme o Sintect-MS, nesta terça-feira (13), assembleias serão realizadas por outras cidades do país para que seja definido o andamento da greve.
Em MS, cerca de 10 agências em pelo menos 20 cidades foram afetadas pela paralisação.
A greve - A paralisação é nacional e tenta defender o acordo coletivo, que ainda está no prazo. A direção dos Correios entrou com um pedido de dissídio no TST (Tribunal Superior do Trabalho) pedindo alteração na cláusula que trata do Plano de Saúde dos Trabalhadores. A mudança exclui pais e mães da assistência.
Além da alteração no plano, os trabalhadores apontam suspensão de férias de todos os funcionários e desligamentos por meio de Planos de Demissões Incentivadas. O Correios de Campo Grande se posicionou por meio da assessoria de imprensa admitindo que a greve é um direito do trabalhador,mas que desta vez poderia agravar a situação dos funcionários.
A empresa destacou ainda que a paralisação afeta não apenas a empresa, mas também os próprios empregados. Conforme a nota, o Correios disse que aguarda uma decisão do tribunal para tomar as medidas necessárias, mas ressalta que já não consegue sustentar as condições do plano, concedidas no auge do monopólio, quando os Correios tinham capacidade financeira para arcar com esses custos

 

NR. Em Cassilândia os funcionários do Correios não aderiram a paralisação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 18 de Setembro de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Segunda, 17 de Setembro de 2018
14:59
Cassilândia
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)