Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

21/10/2014 08:21

Acusados de adulterar leite são presos no Sul

Agência Brasil

 

Dezesseis pessoas foram presas hoje (20) no Rio Grande do Sul, no Paraná e em Santa Catarina acusadas de participar de um esquema de adulteração de leite no Sul do país.

De acordo com o promotor Carlos Alberto Galdino, que participou das operações, os presos são acusados de colocar no leite produtos impróprios para o consumo humano. “Pelo que investigamos, o leite estava contaminado com água oxigenada, soda cáustica, água e soro de leite”.


As prisões de hoje fazem parte da terceira operação deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) da cidade catarinense de Chapecó, para combater a adulteração de leite na região.

Segundo o promotor, as investigações começaram há seis meses e estão voltadas a crimes contra a saúde pública e para garantir os direitos dos consumidores. “Investigamos transportadores, laticínios, produtores, onde os funcionários estariam adulterando o leite”.

Segundo o Ministério Público (MP) de Santa Catarina, além das prisões, foram apreendidas notas ficais, documentos de transporte, além de produtos que seriam misturados ao leite em unidades industriais, residências e propriedades rurais de cidades catarinenses e gaúchas.

O promotor não informou se o leite adulterado chegou a ser comercializado.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 06 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)