Cassilândia, Terça-feira, 24 de Janeiro de 2017

Últimas Notícias

11/10/2007 08:03

Acusado de morte em condomínio confessa crime

TJGO

Interrrogado ontem (10) pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, o servente de pedreiro Elisandro Gomes da Silva, acusado de matar a ex_companheira Kênia Regina de Souza Batista, confessou o crime mas disse que as circunstâncias foram diferentes das relatadas pelo Ministério Público. O crime ocorreu em 7 de maio deste ano, por volta das 10 horas, no condomínio horizontal Portal do Sol, onde os dois trabalhavam.

De acordo com Elisandro, a vítima chegou a morar com ele durante 1 ano e 8 meses. Mesmo após o fim da relação, ambos conversavam normalmente e chegaram a pegar o mesmo ônibus para o trabalho, no dia do fato. Na ocasião, combinaram de ir juntos pagar uma prestação nas Casas Bahia. Antes, ele iria à residência onde ela trabalhava para tomar um café.

Contudo, segundo Elisandro, ao se reencontrarem, já na mencionada casa , os dois começaram a discutir por problemas financeiros, quando a vítima teria dito que ele deveria "deixar de ser besta" e que "só prestava para ser corno pois mulher tem de fazer homem de idiota". Ao ouvir tais ofensas, o servente de pedreiro disse que puxou um revólver que estava em uma bolsa e engatilhou, momento em que a vítima bateu a mão na arma provocando o disparo que a atingiu na boca, ocasionando-lhe a morte.

Chorando durante a audiência, o servente disse que na ocasião ficou desesperado e permaneceu por 10 minutos no local. "Não tive intenção de acertá-la", afirmou, relatando que em seguida foi para sua residência. Questionado pelo juiz sobre o motivo de estar armado naquele momento, Elisandro disse que cerca de cinco meses antes um ladrão entrara em sua casa, levando–o a chamar a polícia. "Depois disso o ladrão entrou em ação com a polícia e fiquei com medo", justificou.

Acusação

De acordo com o Ministério Público (MP), a relação entre acusado e vítima era muito conturbada. As discussões chegaram a tal ponto que Elisandro agrediu Kênia fisicamente, o que a levou a deixá_lo definitivamente. Inconformado, ele resolveu matá_la. Na época, ambos trabalhavam no Portal do Sol. Ela, como empregada doméstica em uma residência, e ele, como servente de pedreiro em outra. No dia do crime, por volta das 8h30, Elisandro disse ao mestre de obras que iria até a casa onde Kênia trabalhava, pois havia combinado com o patrão dela de irem visitar uma fazenda, o que era mentira. Ao chegar à residência, dirigiu-se até a área de serviços e, sem que a doméstica esboçasse qualquer defesa, sacou o revólver e deu um tiro em sua boca. Por esse ato, foi acusado de homicídio qualificado por motivo torpe e uso de recurso (surpresa) que impossibilitou a defesa da vítima. (Patrícia Papini)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 24 de Janeiro de 2017
Segunda, 23 de Janeiro de 2017
20:53
Loteria
09:00
Maternidade
Domingo, 22 de Janeiro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)