Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

12/12/2004 09:53

Acesso à nota de corte facilitará participação no ProUni

O secretário executivo do Ministério da Educação, Fernando Haddad, anunciou ,que, no máximo segunda-feira, 13, o sistema de inscrições do Programa Universidade para Todos (ProUni) vai colocar à disposição dos alunos a nota de corte das áreas de conhecimento, como um indicativo para que eles possam comparar com sua nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2004.


Caso o estudante verifique que o seu desempenho no Enem não oferece boas chances de competição naquela área, explicou o secretário, ele poderá refazer sua inscrição optando por áreas onde vai competir com maior vantagem. Foi a concentração num determinado número de cursos nos cinco primeiros dias de inscrições, disse Haddad, que sinalizou ao MEC a necessidade de oferecer essa orientação aos alunos. O ProUni oferece este ano 118.078 vagas em 1.142 instituições de ensino, filantrópicas e privadas, de 658 municípios de todos os estados e no Distrito Federal. As inscrições da primeira fase vão até 17 de dezembro somente pela internet, na página do ProUni. Hoje, até as 18 horas, o ProUni tinha recebido cerca de 76 mil inscrições.


Segunda fase – Outra decisão anunciada por Haddad diz respeito à segunda fase de inscrições do ProUni, que vai de 20 a 31 dezembro, para preencher as vagas remanescentes da primeira fase. Estudantes que tenham feito o Enem, desde sua primeira edição em 1998, poderão disputar essas vagas. A regra a partir de agora, disse o secretário, é: a nota do Enem do ano valerá sempre para a primeira fase e as notas dos exames anteriores para a segunda.


Professores – O ministério está estudando também uma solução provisória para o ingresso de professores em licenciaturas ou pedagogia no ProUni 2004. Quando o MEC enviou ao Congresso Nacional, em maio deste ano, o projeto de lei propondo a criação do ProUni, já se previa o uso da nota do Enem para ingresso, mas muitos professores, explicou Haddad, não fizeram o exame e dessa forma não estão participando do processo seletivo. Como todo o sistema é virtual – da adesão das instituições à inscrição dos alunos –, o ministério está avaliando se ainda é possível fazer alguma adaptação que venha a favorecer essa categoria. Até hoje, 10, dos cerca de 76 mil inscritos, aproximadamente mil são professores das redes públicas da educação básica.


Apoio – A presidente do Conselho Nacional de Assistência Social (CNAS), Márcia Pinheiro, entregou hoje, ao secretário executivo, um ofício da entidade comunicando apoio ao ProUni. Na avaliação de Márcia Pinheiro, o programa democratiza o acesso à universidade, promove avanços e concretiza uma política social pública de grande valor. O CNAS é composto por nove representantes do governo federal, um dos estados, um dos municípios e nove da sociedade civil. A presidência é eleita pelos integrantes do conselho. Sua ação é dirigida ao tripé da assistência social: saúde, educação e previdência.


Acesso à internet – Para facilitar o acesso de alunos à inscrição, além da disponibilização dos equipamentos das 1.142 instituições que aderiram ao ProUni, o MEC firmou parcerias com universidades federais, centros federais de educação tecnológica (Cefets), escolas agrotécnicas federais e secretarias estaduais e municipais de educação. Pelo telefone gratuito do MEC 0800 616161, o aluno pode se informar sobre a instituição com acesso á internet mais próxima de sua residência ou trabalho.


Repórter: Ionice Lorenzoni

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)